7 idéias e serviços para ganhar dinheiro com o seu conteúdo on-line

Por

04/02/2012

Alguma vez você já pensou que poderia tirar maior proveito economicamente de seu conteúdo digital? Fotos, vídeos, música, livros, enfim, você não acha que gerariam mais lucro se fossem oferecidos na rede ? Pois bem, aqui mostraremos 7 boas ideias e opções de inovadoras startups, não tão conhecidas, porém o suficientemente competitiva para facilitar o caminho em busca do tal sonhado lucro. A coleção abaixo é o resultado da lista publicada por The Next Web e os posts em Wwwhat’s new.

1. Oferecer vídeos, os seus e os dos outros

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/02/2012-02-02-21h42_43-600x348.png

Pivotshare é uma recente plataforma criada para monetizar conteúdo porém com um especial enfoque nos vídeos. A ideia é publicar e receber uma comissão segundo a popularidade de cada arquivo publicado, destacando seu valor e comparando a portais como YouTube com comissões mais elevadas pela excelente qualidade dos vídeos hospedados. Sobre o compartilhamento “dos outroa”, ele também pode criar canais e oferecer opções em troca de remuneração.

2. Converter o conteúdo em um formato amigável para tablets

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/02/2012-02-02-21h43_241-600x374.png

Fundado por três empreendedores, Armando Sosa (México), Andrés Barreto (Colombia) e Jason L Baptiste, Onswipe permite adaptar um site WordPress a uma interface mais agradável para quem entrar desde iPads, simplesmente com um plugin gratuito. Assim que instalá-lo restará selecionar a URL do logo, código de Google Analytics, o modelo de publicação principal e o de leitura de artigos, e em poucos minutos os visitantes já deveriam ter à mão sua nova revista digital. Excelentes templates, funções sociais e uma impecável rapidez fazem parte de suas características.

3. Criar um aplicativo móvel em minutos

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/02/2012-02-02-21h44_29-600x336.png

Com AppsBuilder é possível construir aplicativos para móveis sem necessidade de ter conhecimentos de programação: simplesmente seleciona as opções de redes sociais, conteúdo multimídia, feeds RSS, desenho, menús e outros. Também é fácil se contas com um blog funcionando com WordPress já que seu plugin as vêzes funciona como editor (incluindo publicidade, categorias e páginas). Quanto a preços, conta com versão Free e opções de pagamento iniciando em 19 dólares por mês.

4. Distribuir seus livros ao estilo Spotify

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/02/2012-02-02-21h45_17-600x388.png

24 Symbols é a plataforma destacada para a função já que seu sistema, ao estilo de Spotify, põe a disposição de qualquer usuário um imenso catálogo de livros para ler on-line e compartilhá-los. Os ebooks podem ser monetizados por exemplo, oferecendo a maioria de títulos só aos usuários Premium (aqueles que pagam pela assinatura mensal, de onde saem as comissões). Embora conte com conteúdo em inglês, sua origem é o espanhol. Conta com app para iPad.

5. Oferecer sua música ficando com quase todo o lucro

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/02/2012-02-02-21h45_48-600x366.png

Para fazer isto, existem alternativas, embora todos procurem o mesmo: eliminar o intermediário com exorbitantes exigências monetárias (etiquetas) entre a música e o público. Bandcamp é uma das melhores escolhas, pedindo apenas cerca de 15% -10% quando exceder o limite máximo de $ 5.000, sobre as vendas de cada álbum (digital ou físico), ou artigo. Tudo é feito através do PayPal.

6. Vender suas fotografias jornalísticas aos meios

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/02/2012-02-02-21h46_47-600x375.png

A possibilidade de capturar em segundos imagens únicas desde nosso móvel vem tornando possível que qualquer um possa tornar-se instantaneamente “repórter cidadão”. Os meios de comunicação estão sempre à procura desse material, o Clarim Diário é um exemplo claro, e através de serviços como Demotix, Citizenside e Flickr, uma boa soma pode ser obtida.

7. Vender o acesso a seu conteúdo deixando grátis só uma parte

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/02/2012-02-02-21h47_43-600x408.png

Finalmente se quiser emular a ideia de Rupert Murdoch com seus produtos, pode começar a publicar conteúdo limitado (artigos, imagens, vídeos), permitindo total acesso só a quem pagar o débito. Cleeng é um serviço para fazer uso do sistema, embora o mínimo que se pede é conteúdo de qualidade. Para fazê-lo mais fácil conta com plugins para CMS como WordPress, Drupal e Joomla. PayPal é o método de pagamento por padrão.






1 comments