6 ferramentas para saber se seu site está sendo penalizado por Google

Você reparou que nos últimos dias tem sofrido uma baixa relevante no número de visitas a seu site? Apesar de se passarem dias e esperar por melhoras nas estatísticas…até agora nada!? Bem, se esse for seu caso, é bem provável que seu site esteja sendo penalizado por Google. E quanto aos motivos, pode se tratar de um simples equívoco no método de monetização ou conteúdo cuja qualidade não satisfaça as exigências do buscador (até considerá-lo como SPAM), porém também pode ser que se trate apenas de um erro de seu site e que este não esteja na tal “lista negra” e sim que estejam acontecendo falhas que evitem o acesso dos usuários.

Enfim, para tirar um pouco ou todas as suas dúvidas, vejam abaixo alguns portais selecionados por MakeUseOf para que possam verificar se seu site faz parte da “blacklists” de ISP’s ou de SPAM que Google pode tomar como referência, porém antes tente revisar o número de páginas indexadas por que pode ser que se trate apenas de um ban temporário (alguma queda em palavras chave e posicionamento) ou total (não há rastro). Para isso basta ir até Google.com e ingressar como busca “site:http://seusite.com, sem aspas e mudando o de http://seusite.com por sua URL.

The Abusive Hosts Blocking List

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/04/The-Abusive-Hosts-Blocking-List-600x274.jpg

Esta ferramenta compara o domínio ou a IP do servidor onde se aloja a página, com uma base de dados composta de milhares de sites que vários provedores da Internet (ISP) consideram como de fossem spam, com malware ou com virus. Se resultar afirmativa a relação, ressalta as razões do bloqueio e em vários casos dão sugestões para evitá-lo.

BlackListAlert

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/04/BlackListAlert-600x274.jpg

Como comentam em MakeUseOf é o mais popular já que faz o mesmo que a anterior, só que não com uma base de dados, mas sim com dezenas delas. Se não encontrar problema algum, aparecerá um “OK” ao lado da database revisada; em caso contrário, nos informará com um “Listed!” e um “See why” para conhecermos as razões.

MXToolbox

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/04/MXToolbox-600x274.jpg

MXToolbox oferece uma ferramenta que além de revisar em várias bases, de ressaltar as listas negras e causas que geram os bloqueios, conta com um serviço que por US$ 20 ao mês monitora e alerta rapidamente seja somado o dominio ou IP em questão a uma destas listas, além do mais também mostra soluções personalizadas.

Blacklist Check

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/04/Blacklist-Check-600x275.jpg

WhatIsMyIpAdress, além de sua conhecida função de mostrar o IP que pertence a cada equipe, conta também com revisão de blacklists de sites de SPAM, muito útil por exemplo, para conhecer se essa é a causa dos e-mails da companhia (ou pessoa) não passarem nos filtros dos sistemas de correio e em consequência não chegarem a seu destinatário.

Blacklist Monitoring

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/04/BlacklistMonitoring-600x275.jpg

Outra opção que realiza uma análise geral para saber se o site é considerado como um site proibido, de SPAM ou com software malicioso. “Not Found” é a resposta que aparecerá se a dita hipótese for falsa, ou ao menos as bases de dados não o tomam dessa forma.

Google Webmasters tools

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/04/Google-Webmasters-tools-600x275.jpg

Finalmente e de novo, a melhor solução é revisar diretamente a indexação porém desta vez desde um site mais completo, desde a ferramenta de webmasters do Google (se não a tem ativada, é grátis). Na parte de “Diagnóstico”, na barra lateral esquerda, estão algumas funções importantes como a de “Estatísticas de rastreio” e “Explorar como Googlebot”. De modo que se possa ver um “software mal intencionado” e revisa se as suspeitas de conteúdo perigoso são certas e são as causas das penalizações.

3 Comments