Falamos com Daniel Franz, fundador de Good Noows, o leitor de Feeds

Com o objetivo de seguir analisando as opções para consultar as notícias de nossos meios favoritos desde uma única plataforma, e depois de falar bastante de feedly,theoldreaderrolionewsblur e cia, entramos em contato com Daniel Franz, de Good Noows (goodnoows.com), para conhecer melhor esta opção.

Seguem abaixo as perguntas:

good noows

Como, quando e por quê nasceu Good Noows?

Good Noows nasceu em 2009 como um projeto pessoal. O desenvolvi porque não gostava do estilo de Google Reader e das alternativas que existiam naquela época. Queria uma ferramenta onde pudesse ler as notícias com estilo, sem anúncios, sem filtros ou censuras… tudo com um design mais elaborado que as opções existentes. Sabia que RSS seria o protagonista do projeto e sabia como queria fazê-lo, por isso comecei e rapidamente apareceram os primeiros feedbacks da comunidade de usuários.

Desde então temos trabalhado em melhorar a interface de usuário, o sistema de pubsub (para atualização das notícias) e o rastreio do conteúdo XML, sempre obtendo a opinião constante de nossa comunidade de usuários.

Qual é a diferença entre Good Noows e Google Reader?


Em resumo: Google Reader é uma ferramenta para assinar feeds XML e gerenciá-los. Good Noows é um stream de informação personalizada. Os geeks que chegam com sua coleção de 500 canais rss e os usuários não técnicos que nem sequer sabem o que é RSS, tem espaço no projeto. Oferecemos conteúdo “pronto para ser consumido”, recomendações classificadas em assuntos e fontes, não “pastas” e “feeds”. Todo o mundo entende isso, não é preciso conhecer palavras como Feed ou RSS por trás do projeto.

good noows

Good Noows está preparado para receber os milhares de usuários órfãos de Google Reader?

Sim, nossa infra-estrutura é escalável e poderíamos usar mais investimento. Somos uma empresa alemã (znetlabs.com) com alguns investidores que nos ajudam há muito tempo, porém, podíamos obter mais investimento nos Estados Unidos ou Brasil (onde vivemos agora). Temos planos para construir uma comunidade de leitura de notícias com algumas opções sociais (opcionais) para quem vive nas redes.

Como selecionar os canais recomendados?

Usamos princípios jornalísticos, não temos inclinações políticas. Focamos na qualidade técnica dos feeds XML de jornais, revistas, canais de TV e grandes blogs de cada país e idioma e selecionamos os mais populares.

Uma vez feito isso, monitoramos os gostos dos usuários. Se muitos leem a mesma fonte, a incluímos na lista de destaque.

Quantos usuários tem agora?

Estamos ainda nos 6 dígitos, porém, crescendo muito rapidamente desde a notícia do fim de Google Reader.

Está trabalhando em novas funcionalidades?

Sim, muitas, no mais, há algumas melhorias de funcionalidades básicas quase prontas para ser publicadas e já estamos trabalhando em funções sociais.

Não é nada como o oferecido em outros “leitores sociais” que monitora e publica nossa atividade, será opcional, uma rede social de leitura de notícias que permita compartilhar, votar e comentar artigos com contatos em outras redes.

A ideia é permitir que possamos ler de forma privada o conteúdo e que oferecer a possibilidade de obter recomendações e dar vida a nossas leituras diárias.

Com mais investimento podemos também agilizar as versões Android e iPhone.

Está trabalhando em novos idiomas?

Já está disponível em inglês, alemão, espanhol, italiano e francês, agora nosso objetivo é traduzir a plataforma para o português do Brasil, versão que estará disponível durante as próximas semanas.