Falamos com os fundadores do leitor de feeds TheOldReader

E continuamos falando com os protagonistas de uma nova era, aqueles que têm a responsabilidade de serem os substitutos de Google Reader.

Segunda-feira mostramos detalhes de Good Noows, respostas dadas pelo fundador do projeto, e hoje apresentamos o resultado de uma conversa com os criadores de uma das principais alternativas: TheOldReader (theoldreader.com).

Dmitry Krasnoukhov, Anton Tolchanov e Elena Bulygina, responderam amavelmente as perguntas feitas, nos ajudando a conhecer este projeto que multiplicou por dez seu tamanho durante a última semana.

theoldreader

Como começou TheOldReader?


The Old Reader começou em abril de 2012 como uma conversa entre Elena e Dmitry. Ele perguntou se conhecia blogs e sites sobre fotografia e Elena começou a indicá-los desde Google Reader, faltando opções para compartilhar conteúdo anteriores e reclamando porque não havia nenhum sustituto. Dmitry, como a maioria dos jovens, teve uma crise de identidade pois sentia que não tinha nenhum projeto suficientemente grande para mostrar ao mundo. Elena, que adora estabelecer objetivos e traçar desafios, lhe animou a começar a criar seu próprio leitor RSS.

Depois de 30 minutos insistindo, Dmitry, que não estava muito convencido da ideia, começou a bolar o projeto. Anton ofereceu sua ajuda imediatamente, certamente, pois estava cansado de ouvir a Elena reclamar constantemente de Google Reader.

Em cinco semanas lançamos a primeira beta e anunciamos entre nossos contatos de Reader, ganhando algumas centenas de usuários com o boca a boca. Comemoramos 5000 usuários em cinco meses, sem haver gasto nenhum dinheiro em anúncios ou publicidade de nenhum tipo.

Quais são as diferenças entre The Old Reader e Google Reader?

A primeira e principal diferença é que éramos uma equipe independente, não era um projeto financiado. Essa diferença é enorme, já que embora dedicássemos esforços contantes durante os últimos dias, não somos tão bons como poderíamos ser. A The Old Reader faltam muitas funcionalidades, porém, estamos trabalhando duro e podemos garantir duas coisas: que será possível compartilhar posts com os amigos e que não desapareceremos em 1 de junho.

Como estão sendo estes dias?

Em 14 de março, quando foi anunciado o fim de Google Reader, fomos pegos de surpresa. Não estávamos preparados para a avalanche de usuários, porém, cremos que temos conseguido gerenciar este crescimento (10x) muito bem, oferecendo mais capacidade e tentando manter o serviço executando ante a demanda crescente. Demora mais que o desejado importar todos os feeds dos novos usuários, porém o serviço de atualização automática está funcionando bem, o que é muito importante para os atuais usuários.

Em poucos dias chegaremos a 105.000 usuários, o crescimento tem sido impressionante.

Que novidades nos esperam?

Muitas. Temos tido que refazer nossas prioridades no desenvolvimento e agora estamos trabalhando em criar uma API flexível e potente que permita, entre outras coisas, se comunicar com os aplicativos RSS preferidos dos usuários.

theoldreader

Está traduzindo The Old Reader a outros idiomas?

Sim, inclusive está disponível em espanhol. Temos publicado como projeto de código aberto em github, com a comunidade de usuários ajudando a realizar as traduções.

O link ao projeto é github.com/krasnoukhov/theoldreader-i18n