10 razões para amar mais Feedly do que Google Reader

feedly

Essa estratégia de impor mudanças bruscas só para obrigar os usuários a usar Google+ até para lavar roupa, é, sem dúvida, um incentivo e tanto para não dependermos mais tanto assim dos serviços de Google, pois por melhores que sejam, podem deixar de funcionar de repente. Alternativas existem e, como no caso de Feedly, algumas podem superar por uma ampla diferença as vantagens das aplicativos de Google.

Enfim, nos próximos dias iremos revisando a fundo cada uma das excelentes alternativas que foram evoluindo junto a Google Reader porém, que até agora não tiveram a chance merecida. Hoje falaremos de Feedly e seu fascinante leitor de feeds que já começa a aparecer e fazer sombra ao moribundo Google Reader, que fechará suas portas definitivamente em 1 de julho:

1. Todos os dados de sua conta de Google Reader continuam igual


carpetas google reader
Sites agregados, pastas, artigos marcados como favoritos e etiquetas que tenha em sua conta de Google Reader, até 1 de julho, continuarão se sincronizando automaticamente com Feedly. Daí em diante se espera que manterão para logo funcionar de forma autônoma graças ao projeto Normandy que Feedly já está preparando.

2. Completo painel de configuração

configuracion
Diferente de Google Reader, Feedly traz um painel de configuração digno de ser chamado assim. É bastante completo e inclui opções para trocar tipografias, cores de links, modo de visualização predeterminadas, sufixos para os tweets, redes sociais favoritas para dispor deles ao compartilhar conteúdo, módulos sociais ativos e leitura automática, entre outras.

3. Twitter, Facebook e informação financeira (valor de ações e notícias) integrada à página inicial

twitter finance
A parte social é bastante importante em Feedly, logo na página inicial, em forma de widgets, estão dispostos os devidos streams do Facebook e Twitter além de poderem ser criados tuítes inclusive dentro dos artigos. Também há espaço para acompanhar o valor de determinadas ações no mercado (em Preferências se podem adicionar ou eliminar) e notícias relevantes via Yahoo Finance.

4. Atalhos de teclado e opcionalmente “Marcar como lido” automaticamente

atajos de teclado
Outra coisa que mantém Feedly de Google Reader é a distribuição dos atalhos de teclado mais importantes, por exemplo, os de avançar entre publicações. Para o caso da opção “Marcar como lido”, na parte acima à direita está disponível um ícone de verificação, embora uma chamativa alternativa seja habilitar (em Preferências) tal ação de forma automática enquanto se faz scroll.

5. Elegante interface, temas e múltiplos modos de visualização: revista, mosaico, condensada ao Google Reader e mais

revista feedly
Algo imperdoável de Google Reader é que não se preocuparam ao menos em habilitar detalhes de personalização como os temas em Gmail, melhorar a interface para lhe dar esse toque de revista digital presente em muitos , lhe dar um acabamento elegante às bordas e otimizar a distribuição dos botões. Felizmente Feedly vem com todo o anterior incluído, começando por múltiplos modos de visualização de dar gosto tanto aos que preferem uma interface muito simples e condensada como a de Google Reader, ou outra distribuição muito mais visual.

6. Onipotente buscador e agregador de novas fontes incluindo canais do YouTube e temas em Google Notícias

buscador feedly
Outro encantador ponto de Feedly é o buscador que se desprende ao oprimir o botão com o ícone de uma lupa na parte direita da página: oferece recomendações por categorias, permite agregar sites bastando escrever uma ou outra palavra chave, torna possível buscar por temas em Google Notícias e YouTube (do qual também oferece canais e mais resultados de busca), e finalmente inclui um par de filtros para buscar informação rapidamente em um blog específico, por exemplo, no qual estamos agora.

7. Menu contextual ao selecionar texto (tweet, buscar em Feedly, buscar no Google, traduzir)

menu contextual
Pode selecionar uma palavra ou um fragmento de texto dentro de determinado artigo para que na hora apareça um pequeno menu com opções para escrevê-lo e lhe enviar em um tweetdiretamente, buscar em Feedly filtrando por essas palavras, ampliar a informação consultando em Google e inclusive até traduzir o texto selecionado.

8. Compartilhar em redes sociais (inclusive via Buffer) e guardar conteúdo em Evernote, Pocket, Instapaper, etc.

botones sociales
Pode se valer de Ifttt para tarefas que por padrão deveria trazer Google Reader, com Feedly poderá compartilhar conteúdo no Twitter, Facebook, Google+, Pinterest e LinkedIn diretamente desde a interface ou através de 
Buffer. Porém, isso não é tudo, o interessante é que inclui opções para guardar artigos em Pocket, Instapaper, e até Evernote.

9. Elegantes aplicativos móveis para iOS, Android e Kindle

aplicaciones moviles
Aplicativos à altura de Flipboard, Google Currents e Pulse, totalmente fluidas, sincronizadas ma hora com as mudanças destes em outros dispositivos, totalmente personalizáveis, agradáveis em diferentes tamanhos de telas, intuitivas e com chamativas cores.

10. Index/Organize/History e Mini Toolbar para o navegador

organize
Por último estão as páginas especiais junto ao botão de Preferências na parte abaixo á esquerda de Feedly: Index para uma visão geral de todos os blogs e categorias junto ao número de itens por ler,Organize com uma visão parecida porém, com opções para reorganizar arrastando e soltando, e finalmenteHistory, para revisar itens previamente lidos. Mini Toolbar é uma barra flutuante com botões sociais que podem ser habilitados para que apareça em todas as páginas ao navegar, com o qual se facilita o acompanhamento de blogs. No que diz respeito a isso, já que Google eliminou da Chrome Web Store  sua extensão de RSS, já se publicou um clone usando seu código em Github.

3 Comments