Rockmelt traz seu navegador web social a terminais Android 4.0 ou superior

Rockmelt

Alguns talvez lembrem de Rockmelt como um dos navegadores web especializados em oferecer características sociais, e de fato estava baseado em Chromium com a adição da camada social, embora os usuários continuassem preferindo manter seus mesmos navegadores e instalar as extensões que quisessem e melhor lhes servissem.

Pois bem, Rockmelt decidiu no mês de Abril se centrar nos dispositivos móveis, após alguns meses do lançamento de sua versão para iOS, e agora acaba de aparecer sua versão para terminais Android, porém, só para quem dispõe da versão 4.0 em diante.

Em linhas gerais, a versão de Android dispõe das mesmas funções básicas da sua versão para iOS, onde põe o foco de maneira ativa na tela de início personalizada, trazendo conteúdos das próprias redes sociais e aqueles selecionados pela equipe de Rockmelt. Porém, ao se tratar de Android, e da grande variedade de tamanhos de tela dos diferentes dispositivos que estão no mercado, a interface de usuário recebeu uma importante revisão.

Para que os usuários de qualquer terminal Android possam acessar as funções apenas com o polegar, os elementos da interface estão situados na parte abaixo da tela, os quais estão de forma flutuante, desaparecendo conforme se navegue para baixo em uma mesma página. Ao enviá-la novamente, estes elementos voltarão a aparecer em seu lugar. Em modo horizontal e em tablets, estes elementos estão na parte abaixo à direita para permitir seu alcance.

Também aparece uma nova característica com a qual oferece notificações de novos conteúdos na parte acima da tela conforme se vai baixando a mesma página, de forma que permite ir até a parte acima da própria página para ver esses novos conteúdos. Também aparece um novo botão que permite regressar ao ponto exato onde o usuário se estava antes de ir até a parte acima da página.

Rockmelt já está em Google Play, disponível gratuitamente para terminais Android 4.0 ou superior.

Link: Rockmelt em Google Play | Via: TechCrunch