Feedpress, alternativa a Feedburner com capacidade de migrar nossos assinantes

rss

A morte de Google Reader deixou claro que ao Google não interessa muito o mundo dos assinantes via Feed. Faz muito tempo que Google eliminou o programa de Adsense para Feeds (os assinantes de um canal não clicavam muito na publicidade via rss) e parece que Feedburner será o seguinte a fechar suas portas.

Ainda não há nada confirmado, porém, basta alguns clicks em feedburner para ver que há informação extremamente desatualizada, links que levam a páginas inexistentes e demais sintomas de que Feedburner não durará muito mais entre nós.

O problema é que hão milhões de blogs que usam este sistema para oferecer a informação a seus leitores. Há meios com centenas de milhares de pessoas que usan sua direção feedburner para acompanhar o conteúdo, endereços que tenham sido divulgados a torta e direito e que, se um dia deixam de funcionar, pode afetar bastante quem distribui as notícias desta forma.

é por isso que é importante estar atento às alternativas que existem, aos aplicativos que conseguem gerenciar os feeds de um blog e, principalmente, quem pode importar os assinantes para que não se percam os números que levamos anos para conseguir.

FeedPress (feedpress.it) é uma dessas soluções, uma plataforma que nos ajuda a migrar desde Feedburner, nos mostra estatísticas com a leitura do conteúdo que oferecemos, nos oferece a possibilidad de ter um endereço personalizado (feeds.wwwhatsnew.com, por exemplo) e nos permite instalar um plugin em WordPress para facilitar o trabalho da implantação.

É possível também gerenciar as newsletters, igual fazíamos com Feedburner, embora limitado a 5000 assinantes na versão gratuita.

Em feedpress.it/features temos a comparação da versão premium, a versão gratuita e o atual feedburner, mostrando que é superior em muitos aspectos, inclusive, na opção mais básica, à ferramenta que Google abandonou a sua sorte faz já tanto tempo.