Ferramentas para navegar de forma segura e anônima na rede

Com os recentes acontecimentos sobre PRISM, além da contínua presença de atacantes virtuais que vêm na informação pessoal uma mina de ouro da qual podem ter lucros através da rede, é super útil procurar ferramentas que tornem a navegação mais segura, muito melhor se, também, de forma anônima. Aqui mostraremos algumas das melhores:

VirusTotal, antivírus online

virustotal
Um antivírus online apoiado pelo Google que integra dezenas de bases de dados e ferramentas de segurança para detectar toda classe de vírus, dentro de URLs em sua caixa de buscas ou arquivos de até 64MB enviados ao sistema para sua análise.

LongURL, para expandir links encurtados

LongURL
É cada vez mais provável encontrar links encurtados em redes sociais (especialmente Twitter), chats, fóruns e outros sites web. O interessante deles é que é muito fácil criá-los e gerenciá-los, porem, são uma faca de dois gumes, já que podem ser usados por gente maliciosa para ocultar links a vírus e malware ativados com apenas um clic. Pois bem, em LongURL pode pegar um link encurtado e saber em segundos a URL original a qual é linkada clicando no botão Expand. Certamente, se desejar encurtar seus links, dois encurtadores confiáveis são goo.gl e bit.ly.

LastPass, gestor de senhas

lastpass
É um gestor de senhas que permite armazenar, em uma base de dados criptografada, as dezenas de passwords usadas para se logar em cada rede social, fórum ou serviço online que cada um possa utilizar. Assim, não será preciso lembrar de todas mas simplemente recordar uma única chave mestra que permitirá o login nos diferentes serviços porém, sem depender diretamente das senhas originais. LastPass vem como extensões para diferentes navegadores e como apps para diferentes sistemas operacionais incluindo os de móveis.

TOR, para a navegação anônima

TOR
Uma parte da segurança na navegação se encontra no anonimato (não confundir com impunidade) que pode evitar ataques inclusive, exercidos por muitos estados que tratam de controlar o acesso a Internet e a liberdade de expressão. Pois bem, TOR é um popular software “que toma os dados que entram e saem através de sua conexão a Internet e repassa através de um circuito de servidores divididos por todo o mundo” conseguindo, assim, o maior anonimato possível como mencionam em um completo artigo sobre TOR no blog de Softonic.

Tunnelbear e Hotspot Shield, redes privadas virtuais (VPNs)

hotspot shield
São um par de ferramentas que ocultam as conexões decifrândo-as e fazêndo-as passar por conexões de outros países, o que permite automaticamente, por exemplo, acessar a serviços bloqueados em determinada região (VEVO, Spotify, Hulu, etc.) e se proteger ao se conectar desde redes WiFi públicas, tudo de forma anônima. É importante saber configurá-los, o primeiro (Tunnelbear) funciona com um par de clics porém, o segundo (Hotspot Shield) pode ser requerido de um bom guia.

HTTPS Everywhere, conexões criptografadas via HTTPS

https everywhere
O protocolo HTTPS é um protocolo da Internet que através da criptografia dos dados pessoais e outro tipo de informação importante em vários sites web, adiciona uma capa extra de segurança a nossa navegação. Gmail, Facebook, Twitter e outros serviços populares contam com HTTPS, porém, para os sites que não tem, pode se forçar as conexões criptografadas mediante HTTPS Everywhere, uma extensão para Firefox e Chrome.

NoScript e NotScripts, para bloquear controladamente Java, JavaScript e Flash

noscript
São extensões para Firefox e Google Chrome com as que se pode estabelecer uma lista de sites para permitir ou não que sejam executados plugins de JavaScript, Flash e similares em nosso navegador, plugins que também tornem possíveis que muitos sites contem com animações e funções especiais, em sites de duvidosa procedência podem dar lugar a roubos de informação pessoal e a outros ataques.

E apenas uma mostra das muitas ferramentas online, de desktop e para móveis, dispostas para conseguir uma navegação segura. Se quiser recomendar alguma outra, fique à vontade para deixá-la nos comentários. Um agradecimento especial a Mashable pela ideia da lista.