Google atualiza seu algorítmo de busca, adiciona comparações e modifica o buscador para móveis

Se preparando para fazer aniversário (amanhã Google faz 15 anos), Google anunciou grandes novidades em um só dia, alterações que, segundo comentam em seu blog, são só o início de uma série de mudanças que chegarão com o objetivo de transformar o Google em um buscador mais natural, mais inteligente.

historia de google
Click para ampliar

A evolução do Google durante estes quinze anos é óbvia, podemos vê-la no gráfico acima, e parece que a inteligência artificial será a protagonista desta nova fase. A ideia é que responda a perguntas diretas, compare coisas e se torne um pouco mais Wolfram Alpha.

Responder, conversar e antecipar, essas são as três chaves nas quais o novo Google quer focar. Para isso apresentaram atualizações da busca em dispositivos móveis, um novo algorítmo de Page Rank, e atualizações no Gráfico do conhecimento, novidades que permitem responder perguntas como Onde fica a Torre Eiffel?, Quanto ela tem de altura? ou “Quero saber mais sobre sua construção”.

O algorítmo do motor de busca do Google mudou mais uma vez, de fato já ocorreu, embora não tenham divulgado quando foi implantado. Em 2010 se chamava Caffeine (os SEO do mundo o lembrarão como um grande momento para o mundo Google) e o novo algorítmo, já implantado e afetando 90% das buscas de todo o mundo, se chama Hummingbird, especializado em responder perguntas mais complexas.

O novo buscador é capaz de comparar coisas, podemos pedir para Comparar manteiga com azeite de oliva e obter dados como os mostrados na imagem abaixo. Podemos testá-lo para comparar raças de cães, objetos celestes e muitas outras categorias que estão se ampliando pouco a pouco.

E anunciam novidades que chegarão nas próximas semanas, quando podemos baixar uma nova versão do aplicativo de Busca do Google em nosso iPhone ou iPad e receber notificações em nossos dispositivos quando programarmos alertas do tipo “Lembrar-me de comprar chocolate quando chegar no centro da cidade“.

Parece que o buscador do Google continuará sendo sua principal aposta, embora, agora Google esteja trabalhando em muito mais frentes que há alguns anos atrás sequer imaginaria.