DTN, a solução para ter “Internet” no espaço, e a NASA pede nossa ajuda

Poder enviar mensagens entre planetas, se comunicar sem problemas com quem trabalha em uma base lunar, chatear com os astronautas… parece que ainda estamos longe de poder nos comunicar no espaço da mesma forma que vemos nos filmes, embora isso não signifique que não estejam trabalhando no assunto.

A NASA se associou com a Harvard e com a comunidade TopCoder para encontrar alguma forma de se comunicar com naves em nossa órbita ou na de outros planetas, ou inclusive, com o espaço interestelar, e para isso é necessário um novo protocolo, para criar algo diferente do que entendemos por “Internet”.

Hoje em dia estamos acostumados a ler informação sobre TCP, RTP ou UDP, porém, o novo protocolo tem que ser diferente, deve poder gerenciar todo tipo de interrupção sem perder dados pelo caminho e sem por em risco a segurança da informação.

É aí que surge DTN (Disruption Tolerant Networking – Interrupção de rede tolerante), um protocolo que leva em conta grandes distâncias, interferência das estrelas, dispositivos de baixa potência, rotação dos planetas e demais variáveis que tem que se levar em conta quando se transmite pelo espaço.

Comentam em Venturebeat que já realizaram várias experiências no ano passado e que se percebeu a possibilidade de enviar ordens a um robo na superfície desde uma nave espacial em órbita, recebendo imagens e dados de volta.

Agora a NASA quer continuar desenvolvendo o projeto para aumentar suas possibilidades, e para isso está recorrendo a crowdsourcing.

Querem usar o talento de milhares de programadores em todo o mundo para avançar com DTN, e para isso em TopCoder anunciaram três desafios propostos pela NASA, relacionados com a segurança do protocolo, o delay ( DTPC ) e a autenticação do remitente.

dtn

São outros tempos, tempos nos quais as diferentes comunidades de profissionais de todo o mundo são capazes de construir grandes coisas juntos.