Google trabalha em projeto de robôs humanoides

AndyRubin-210x228Você sabe em que projeto está trabalhando atualmente Andy Rubin no Google depois de deixar as rédeas do Android? A resposta tivemos hoje nesse artigo do New York Times, o qual revela que está liderando o projeto de robôs humanoides, para que estes robôs possam futuramente ser usados para realizar trabalhos repetitivos e monótonos, que hoje são feitos de forma manual, como por exemplo, a montagem de produtos eletrônicos, ou inclusive, realizar trabalhos de logística, concorrendo, desta forma, com o recente anúncio da Amazon da realização de entregas das compras através dos drones, segundo revelou NYT, através de fontes próximas.

Para isso, o Google adquiriu sete empresas de tecnologia em meados desse ano, sem que isso tenha tido grande publicidade, e inclusive, já está começando a contratar especialistas em robótica e programadores para seguir reforçando o projeto.

Sem dúvida, o artigo chega em um momento propício devido ao recente anúncio da Amazon, domingo passado, sobre seu projeto de envio de produtos pequenos através de drones, que vem dando o que falar, e o Google tem muito o que dizer em matéria de robótica, já que é uma área na qual vem investindo grandes recursos em pesquisa e desenvolvimento, e que cedo ou tarde irá beneficiar aos próprios consumidores. Assim, se espera que os robôs humanoides tenham mais potencial de serem úteis em relação aos pequenos aviões não tripulados ou drones para o envio de produtos.

Precisamente Andy Rubin comparou o projeto que vem liderando atualmente com o projeto do carro auto-conduzido, iniciado em 2009, onde no início era visto como ficção científica, quando na realidade já superaram alguns problemas embora outros aspectos precisam ser melhorados. Pois com a pesquisa nos robôs humanoides acontece um pouco do mesmo, já que tem uma visão muito a longo prazo para que possam ser mudadas futuramente a forma em que realizam determinados trabalhos repetitivos de forma automatizada e inclusive em assuntos logísticos, sendo agora o momento de começar nessa área, en este área, o que, de acordo com Andy Rubin, oportunidades claras que não estavam sendo atendidas pelas tecnologias robóticas de hoje.