Já não podemos mais contar com o suporte ao Windows XP

Enfim, chegou o dia, agora a Microsoft não dá mais suporte ao clássico Windows XP, um sistema operacional instalado em 27,69% dos computadores do mundo inteiro que deixará de receber atualizações e parches para se defender das constantes ameaças que aparecem na web, embora até 14 de julho de 2015 serão atualizadas suas soluções de segurança, para facilitar a migração.

Microsoft tem insistido bastante nos últimos meses para que os usuários de XP começassem a olhar para outras opções, porém, nem tudo é tão simples como parece.

Há milhares de empresas em todo o mundo que dependem de software que só funciona com Windows XP, e embora muitos dos grandes provedores do mundo todo vem trabalhando lado a lado com a Microsoft para lançar novas versões compatíveis com Windows 8, outros milhares continuam exatamente como antes.

Falamos de programas que gerenciam caixas automáticos, paineis de informação em aeroportos, programas de contabilidade e gestão empresarial… os Windows XP de usuários particulares são só uma pequena parte do problema.

Está claro que quem tem Windows XP não migra a novas versões por três motivos principais:

– preguiça: O computador é ligado e Word funciona, Internet também, e a impressora imprime… para que mudar?. O adware, malware e vírus de todo tipo vagam tranquilamente em máquinas que não serão atualizadas nem hoje nem nunca, por isso que 8 de abril não será uma data especial para a grande maioria.

– desconhecimento de ter acabado o suporte (supondo que saibam o que significa suporte): há milhares de computadores em todo o mundo que nunca foram atualizados, que certamente executam versões de XP há vários anos, que são usados por pessoas que não sabem nem o que é uma atualização. Os antivírus de empresas terceiras continuarão funcionando, podem ser instalados sem problemas, porém, a estabilidade de um sistema operacional depende de muito mais coisas que de uma simples proteção contra vírus.

– custo (adquirir um novo sistema operacional é algo que nem todos podem fazer): A migração a Linux também é uma opção, porém, há muitas empresas que não podem se permitir esse luxo, já que dependem de software para Windows que leva anos gerenciando seus dados.

Comentam na globo que Windows 7 tem 48,77% do mercado, enquanto que Windows 8 e Windows 8.1 superam timidamente 10%. É pouco provável que 27% dos computadores que usam XP realizem a migração a Windows 8 durante 2014, embora, comentaram na info abril, que a Microsoft está trabalhando junto a muitas empresas para que a migração seja possível, inclusive, apoiando economicamente na migração.