Tails, um sistema operacional anônimo recomendado por Edward Snowden

Tails é um sistema operacional que pode ser executado em uma memória USB, um sistema baseado em Linux que promete não rastrear a atividade do que fazemos, sem memória, sem rastros no disco rígido, já que só usa a memória RAM (dados que se apagam ao desligar o computador).

Disponível em tails.boum.org de forma gratuita, não tem nenhuma organização por trás, de fato, nem se sabe quem são seus criadores (o que pode assustar muitos), porém, foi recomendado por ninguém menos que Edward Snowden em wired.com para quem precisa realizar ações e não queiram ser identificadas.

Logicamente, usa o navegador Tor para acessar a Internet, assim como a extensão Off-the-Record para criptografar chats, o programa Pretty Good Privacy (programa desenvolvido em 1991 por Phil Zimmermann que protege a informação na Internet usando criptografia de chave pública) e um sistema de gestão de senhas.

Otimizado para o anonimato e sem memória de nenhum tipo, imune ao software malicioso, pensado para proteger jornalistas e suas fontes… o problema é que ao não saber quem criou Tails, a pergunta sobre se isso não passa de uma manipulação do governo desenhada para atrapalhar ativistas sempre estará no ar.