Facebook se associa a Kaspersky para detectar e eliminar ameaças entre seus usuários

No Facebook não há vírus, não há arquivos executáveis que possam infectar usuários nem software de nenhum tipo que possam roubar nossos dados ou afetar nosso PC, porém, há milhões de links que apontam a sites que simulam ser outro site, que pedem dados confidenciais ou que incentivam a baixar algum tipo de programa “do mal”.

Com o objetivo de reduzir os problemas que isso pode gerar, Facebook se associou a várias empresas especializadas em análises e detecção de ameaças, e no blog de Kaspersky explicam como funciona sua integração.

Quando Facebook detecta uma atividade “estranha” em nossa conta, que pode ser causado por um programa (muitos “likes” automáticos, compartilhar conteúdo suspeito, enviar muitas solicitações de amizade, etc.), nos mostra um aviso indicando que há algo diferente, algo raro, e nos recomenda fazer um teste para verificar se nosso computador está limpo, mensagens que pode ver nas imagens abaixo:

Mensajes enviados por Facebook cuando detecta actividad sospechosa

Para isso, usam as ferramentas gratuitas de detecção, aplicativos que já foram executados mais de 250.000 vezes nos últimos 3 meses, rastreando malware entre as contas dos usuários.

O escaneio pode demorar bastante, por isso, em Kaspersky avisam que é preciso ter paciência para que seja concluído e, assim, termos a garantia que não há nenhum programa obscuro acessando nossa conta para publicar links que possam enganar nossos contatos.