Criminosos se fazem passar por motoristas do Uber para sequestrar mulheres

uber

Era só questão de tempo, já começaram a surgir os primeiros casos na imprensa: pessoas estão se fazendo passar por motoristas de Uber para sequestrar clientes que não prestaram atenção nos detalhes do carro que os viria buscar (nem na posição do carro, nem no nome do condutor…).

Leia também:YOUTUBE VR, NOVO APLICATIVO PARA DESFRUTAR DOS VÍDEOS DE REALIDADE VIRTUAL NO YOUTUBE

A reportagem, publicada no Diário de São Paulo e no Olhar Digital, mostra já alguns casos de mulheres que, esperando um carro pedido com o aplicativo Uber, acabaram entrando em outro que não tem nada a ver com essa empresa.

Os criminosos se aproximam de alguém que parece estar esperando um carro, abrem a janela e perguntam se estão esperando um uber. Na maioria dos casos a resposta é negativa, e em outros muitos o cliente diz que sim, e caso não preste atenção no modelo do carro ou número indicado no aplicativo, o sequestro pode acontecer tranquilamente.

Nos casos mencionados nestes artigos, as vítimas eram mulheres, e em um deles a vítima comentou a experiência de estar dentro de um carro com um desconhecido que não tem nenhuma relação com Uber. Durante o trajeto recebeu a chamada do verdadeiro condutor, perguntando sua localização, e conseguiu escapar no primeiro sinal vermelho.

Leia também:FINALMENTE WHATSAPP LANÇA APLICATIVO PARA WINDOWS E MAC

O criminoso pode ainda dar a desculpa de que trocou de carro e Uber ainda não atualizou o sistema, uma desculpa que, como muitos já sabem, não tem pé nem cabeça.

Uber já se pronunciou: é importante prestar atenção aos dados do carro que mostre a app, assim como, o nome do condutor e a a localização que aparece constantemente em tempo real.