Hacker está vendendo 117 milhões de contas do Linkedin

Linkedin

Em 2012 Linkedin passou por um sério problema: 6 milhões de combinações login/password foram roubadas de sua base de dados e publicadas na Internet. Agora o pesadelo se repete, porém, desta vez são nada menos que 117 milhões, não 6.

Leia também: DARPA CRIARÁ PROJETO PARA PODER IDENTIFICAR E SE PROTEGER DE HACKERS PERIGOSOS

O responsável é o mesmo hacker que em 2012, Peace, vendeu por 5 bitcoins o arquivo com todas as contas roubadas, 6 milhões de passwords que, embora estivessem criptografadas, puderam “descifrar” em 90% dos casos.

A venda está sendo realizada em Dark Web, em um marketplace chamado The Real Deal, de onde pegamos a imagem acima.

A informação foi publicada em motherboard, onde testaram com sucesso algumas das contas. No artigo indicam que a brecha de segurança utilizada para o roubo das informações foi a mesma que permitiu a invasão há 3 anos, uma brecha que, pelo visto, Linkedin não resolveu por completo.

Leia também:HACKSPLAINING, PARA APRENDER A SE DEFENDER DE ATAQUES DE HACKERS

Linkedin ainda não se pronunciou sobre o assunto, porém, enquanto devem estar preparando a nota, a dica é aproveitar para trocar sua senha do Linkedin. No caso dessa senha ser usada em outras plataformas, vale trocá-las também, já que usar uma mesma combinação login/password seria possível entrar em seu email, facebook, google…

Vale lembrar que, como já dissemos várias vezes por aqui, usar a mesma senha em vários serviços é um verdadeiro suicídio digital, pois se roubarem de um serviço, terão a de todos…