Para poder interagir com obras de arte usando a voz

são paulo

Watson, a plataforma de computação cognitiva da IBM, está sendo usada na Pinacoteca de São Paulo para permitir a interação entre os visitantes e algumas obras de arte.

Se trata de um projeto que permite que os usuários possam, graças a uma app móvel, realizar perguntas quando estiverem diante de quadros e esculturas, para obter respostas em tempo real usando a linguagem natural.

Leia também:GOOGLE DOCS JÁ PERMITE ESCREVER, EDITAR E FORMATAR USANDO A VOZ

O museu entrega um móvel com uma app específica, chamada “A Voz da Arte”, para que o visitante possa participar da experiência. Quando está diante de uma obra, uns beacons instalados próximo da mesma identificam a posição do usuário, se preparando para responder qualquer pergunta que fizerem.

A plataforma foi treinada para responder mais de 12.000 perguntas distribuídas entre as sete obras de arte que participam do projeto. Assim, quando o usuário faz a pergunta, um sistema de reconhecimento de voz a interpreta e busca a resposta mais adequada, encontrando a informação que mais se adaptar ao que a pessoa quer saber.

Leia também: MESSAGELOUD, APP PARA LER MENSAGENS E EMAILS EM VOZ ALTA

A ideia da iniciativa é mostrar o que pode ser feito com a computação cognitiva, uma experiência que, no momento, só está disponível com poucas obras e em um único museu do mundo, porém, que certamente iremos ver em breve em vários outros lugares.