Pinterest permite que os sites bloqueiem suas imagens para não serem compartilhadas

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/02/pinterest1.jpg

Estes últimos dias um dos assuntos mais badalados do momento é o Pinterest…pois é, é a bola da vez, mas por trás de toda a magia dessa rede social a questão é : o que acontece com os direitos do autor das imagens ali compartilhadas? Embora ainda esteja tudo muito no começo, em Pinterest já estão começando a fazer algumas pequenas mudanças em relação a esse assunto.

Se você for lá na seção de ajuda da rede social, onde se encontram as perguntas básicas para que se possa interagir, verá que lá no finalzinho perguntam se desejamos que as imagens de nosso site sejam compartilhadas em Pinterest (What if I don’t want images from my site to be pinned?)

http://wwwhatsnew.com/wp-content/uploads/2012/02/pinterest2.jpg

A resposta a isso, é que Pinterest oferece uma linha de código que deverá pregar nas páginas que não deseja que as personas façam “pin” sobre as imagens e as subam a Pinterest.

Tudo bem, mas o que acontecerá se um usuário escolher uma imagem em uma página na qual se encontre esse código? Bem, simplesmente, nesse caso, aparecerá uma mensagem de erro em uma janela emergente indicando que essa ação não é permitida.

E será que é útil essa opção? Bom, se vai dar certo ou não, ainda é cedo para dizer, mas não deixa de ser uma boa iniciativa por parte de Pinterest, porém não se trata de uma solução definitiva para evitar que as imagens sejam utilizadas na rede social, já que podem recorrer a outras maneiras de fazê-lo. Embora isso funcione com o marcador que permite ter Pinterest nos navegadores, não funciona este bloqueio com os plugins para Chrome ou Firefox que permitem realizar “pins” através de qualquer site. Os usuários que utilizam estes plugins nem sequer saberão da existência desta restrição já que diretamente compartilha as imagens que selecionarmos na rede social, sem nenhum tipo de aviso.

Outras das mudanças implementadas em Pinterest, é poder contar com um limite de 500 caracteres, para evitar o copycape de conteúdos de blogs, como vem acontecendo com a publicação de receitas. Esta tendência prejudica e afasta a rede social da ideia original de que os usuários interessados na imagem compartilhada, se dirijam diretamente à sua fonte.