Windows eliminará os programas com mensagens enganosas

Windows-Defender
A equipe da Microsoft anunciou uma atualização de seus critérios de avaliação sobre malware e software não desejado, com foco nos programas que enganam os usuários com mensagens alarmantes, para que adquiram sua versão premium.

Já conhecemos a dinâmica deste tipo que software, que promete escanear de forma gratuita o equipamento, para otimizar seu rendimento ou detectar possíveis ameaças, e coagindo, então, o usuário com mensagens enganosas.

Leia também: MICROSOFT POSSIBILITARÁ AGRUPAR APLICATIVOS EM CONJUNTOS DE ABAS NO WINDOWS 10

Microsoft não permitirá mais que este tipo de programa correndo no Windows, por isso que Windows Defender o detectará como software não desejado, e o eliminará. E segundo Microsoft Secure, se avaliará segundo este critério aos programas que apresentarem algumas destas ações:

  • Boletins de erros de forma exagerada ou alarmante sobre o sistema do usuário, e que precise pagar para corrigir os erros ou problemas ou ao realizar outras ações, como realizar uma enquete, baixar um arquivo, assinar uma newsletter, etc.
  • Sugere que nenhuma outra ação corregirá os erros ou problemas informados
  • Exija que o usuário atue dentro de um período de tempo limitado para resolver o suposto problema

Se o programa apresentar algumas destas características, ou relacionadas, e não for transparente com o usuário, oferecendo toda a informação necessária, então, o mesmo será eliminado.

Leia também: NOVA ATUALIZAÇÃO DO WINDOWS 10 TEM SUPORTE PARA BRAILLE ENTRE OUTRAS OPÇÕES DE ACESSIBILIDADE

Esta atualização começará a valer a partir de 1 de março.