Oton Glass, óculos inteligentes para pessoas com dislexia

Uma empresa japonesa desenvolveu um novo conceito de óculos inteligentes, pensados nos usuários com dislexia.

O objetivo deste dispositivo é converter as palavras em voz, sem que elo usuário tenha que depender de aplicativos, nem nenhum tipo de elemento extra.

Os óculos têm a mesma aparência que os tradicionais, porém, contam com duas câmeras e um fone de ouvido. E a metade da lente é um espelho que captura os movimentos oculares.

OTON-GLASS

Leia também: FACEBOOK (IOS) LANÇA FUNÇÃO PARA DEFICIENTES VISUAIS

A dinâmica é bem simples, o usuário ativa o sistema com o piscar dos olhos, para que capture uma fotografia do texto que deseja que seja reproduzido. O conteúdo é enviado a um sistema utilizando Raspberry Pi, e uma vez processado, é transmitido ao usuário mediante o fone de ouvido.

Se alguma parte do texto não puder ser decifrada, se passa para uma segunda etapa, onde um trabalhador remoto oferecerá suporte para soluciona-lo. O usuário poderá seguir esta dinâmica, tanto se deseja ler livros, documentos ou letreiros encontrados pelas ruas.

Leia também: VUE, ÓCULOS INTELIGENTES COM CARA DE ÓCULOS TRADICIONAIS

Embora seja pensado em pessoas com dislexia, os óculos podem ser úteis para qualquer usuário com alguma deficiência visual. Estes óculos estão em etapa de financiamento em Campfire, para serem oferecidos para pessoas que, realmente, precisam.