Google substituirá seu tradicional serviço de encurtamento de URL por outro de URLs inteligentes

FDL
Até pouco tempo era bem comum aparecerem serviços permitindo gerar URLs curtas e fáceis de serem compartilhadas e/ou lembradas em relação às URLs longas. Google também contribuiu com seu grão de areia trazendo, em 2009, seu próprio serviço para encurtar URLs, porém, com a evolução da web e do hábito dos consumidores, percebeu que já era a hora de por fim a seu serviço e substitui-lo por algo mais moderno e atual, pelas URLs inteligentes de Firebase Dynamic Links (FDL).

Leia também: CHROME PARA ANDROID AGORA OTIMIZA AS URLS NA HORA DE COMPARTILHÁ-LAS

Segundo Google em seu anúncio, as FDL são URL inteligentes que permitem enviar usuários existentes e potenciais a qualquer local dentro de um aplicativo iOS, Android ou web. Neste sentido, anunciam que nas próximas semanas retirarão o suporte para goo.gl para sustituí-lo pelas FDL. Para isso, deram uma série de prazos tanto para usuários finais como para desenvolvedores, visando suavizar a transição.

As URLs curtas atuais continuarão levando aos destinos desejados, porém, a partir de 13 de abril, os usuários já não poderão gerar novos links curtos. O console continuará funcionando até 30 de março de 2019, dando um ano de margem para quem quiser continuar usando as capacidades do console para as URLs curtas geradas. Depois de 30 de março, o console desaparecerá e os links, embora continuem funcionando, não serão migrados para a nova plataforma de Firebase.

Leia também: MAILGENT, PARA COMPARTILHAR QUALQUER EMAIL COM UMA URL ÚNICA

Do lado dos desenvolvedores também deram prazos para seus projetos, recomendando-lhes o uso da API de FDL para criar novos links curtos, já que a API de URL Shortener seguirá ativa até 30 de março de 2019, quando desaparecerá. Tal qual os links curtos gerados pelos usuários, os links curtos gerados após os projetos dos desenvolvedores continuarão funcionando e não serão migrados para o console ou para a API do Firebase.