Inteligência Artificial para prever terremotos

Capturar
Phoebe DeVries, pesquisadora do Departamento de Astronomia na Universidade de Harvard, concordou em colaborar com o Google para usar a inteligência artificial com o objetivo de prever terremotos, e já publicou um artigo com os resultados.

O estudo, divulgado em  nature.com, mostra como os terremotos podem ser produzidos de forma sequencial, começando por um tremor inicial e terminando com várias réplicas de menor magnitude (geralmente) que o tremor principal.

Leia também: GOOGLE ESTÁ DESENVOLVENDO UM ASSISTENTE DE FITNESS COM INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Prever estas réplicas não é tarefa fácil, porém, os experts em machine learning do Google, usaram aprendizado profundo para determinar onde as réplicas poderiam ser produzidas, treinando o sistema com informações de mais de 118 grandes terremotos ao redor do mundo.

Com a informação foi criada uma rede neuronal que analisa a relação entre o tremor inicial e as réplicas, e conseguiram, assim, um modelo bem mais completo das localizações das réplicas, o que poderia ajudar a implantar serviços de emergências e avacuar regiões em risco de réplica.

Leia também: SENSAT, A PLATAFORMA QUE SIMULA A REALIDADE COM INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

A Inteligência Artificial pode ajudar muito na construção de modelos e, neste caso, pode ajudar a salvar muitas vidas.