Facebook faz alterações no feed para reduzir conteúdo de baixa qualidade sobre saúde

Facebook continua trabalhando para tentar reduzir o conteúdo de baixa qualidade no feed dos usuários, para que possam ter informações confiáveis.

Nesse sentido, a empresa compartilhou duas atualizações de classificação realizadas em junho passado com o objetivo de reduzir o volume de conteúdos de baixa qualidade relacionados à saúde, visando duas frentes: publicações sensacionalistas e publicações tentando vender produtos ou serviços relacionados à saúde.

Leia também:FACEBOOK ATUALIZA SEU SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO DE COMENTÁRIOS

A primeira das atualizações aponta para aqueles conteúdos que exageram ou levam diretamente à confusão entre os usuários, por exemplo, ao conteúdo que fazem afirmações sensacionalistas sobre uma cura milagrosa.

E a segunda das atualizações aponta para conteúdos com um claro interesse comercial relacionados à saúde, por exemplo, ao tipo de publicações que vendem remédios para ajudar a reduzir o peso.

Facebook ressalta que as mudanças na classificação do conteúdo de saúde foram tratadas de forma semelhante como as que conseguiram reduzir outros conteúdos de baixa qualidade nas paredes dos usuários, como as publicações clickbait.

Leia também:FACEBOOK LANÇA PLATAFORMA DE SIMULAÇÃO 3D PARA O TREINAMENTO DE ASSISTENTES VIRTUAIS

Segundo o Facebook, essas duas atualizações não devem afetar significativamente as páginas do Facebook, exceto aquelas que oferecem publicações de spam sensacionalistas ou relacionadas à saúde, que terão uma distribuição bem menor, a menos que parem de fazer esses tipos de publicações e retornem a distribuição regular de seu conteúdo.