IA para estudar e classificar o comportamento dos animais


Já vimos o potencial da IA ​​aplicada em diferentes cenários, buscando melhorar, de uma forma ou outra, a qualidade de vida das pessoas. Mas também, é usada em diferentes disciplinas para entender o ambiente, estudar a natureza ou animais.

Seguindo essa dinâmica, cientistas das Universidades de Illinois e Califórnia e da Politécnica de Milão desenvolveram um método baseado em IA para estudar e classificar o comportamento de animais selvagens.

Leia também: INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL DA IBM CRIA DESCRIÇÕES AUTOMÁTICAS DE FOTOGRAFIAS

Já existem metodologias diferentes usadas por biólogos e outros profissionais para rastrear as atividades dos animais, como sensores ou GPS. No entanto, essas ferramentas só produzem dados que precisam ser processados ​​para estabelecer padrões e obter informações importantes.

E, por outro lado, esses dados são insuficientes para compreender mais profundidamente o comportamento dos animais, já que o rastreamento não é contínuo e não pode ser medido com precisão em relação ao seu ambiente, sendo, portanto, necessário complementá-lo com outros métodos, como as anotações feitas pelos biólogos de suas observações. Ainda assim, não é possível ter um panorama completo.

Contrastando com isso, um modelo de reconhecimento de atividades baseado em IA pode usar todas essas informações além das informações obtidas por outros métodos e classificar automaticamente todas essas informações estabelecendo padrões.

Seguindo essa linha, os cientistas tentaram uma nova abordagem usando o aprendizado de máquina (machine learning) e, de acordo com os dados que compartilhados em seu documento, resultados preliminares mostram que alcançaram uma precisão 10% maior que os métodos tradicionais.

Leia também:TWITTER COMPRA EMPRESA DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PARA LUTAR CONTRA FAKE NEWS

Podemos ver todos os detalhes técnicos deste método baseado em IA, bem como os testes e etapas futuras no documento compartilhado pelas instituições.