Samsung desenvolve nova tecnologia que melhora o desempenho da IA no dispositivo

Galaxy S10 foi o primeiro celular da Samsung a integrar um NPU (Unidade de Processamento Neuronal) para a inteligência artificial, graças ao processador Exynos 9820. Isto quer dizer que a Samsung apostou forte em melhorar a experiência de usuário com recursos movidos pela inteligência artificial.

E ele continuou trabalhando nessa linha, como mencionam no  último estudo que compartilharam. Embora tenha iniciado pesquisas com base em chipsets para dispositivos móveis, esse não é seu único objetivo.

Leia também: SAMSUNG MOSTRA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL QUE, A PARTIR DE UMA SÓ FOTO, CRIA ROSTOS FALANTES EM 3D

Então, criaram um novo algoritmo de aprendizado automático que promete aumentar o desempenho e a eficiência de energia trabalhando na IA, exclusivamente, no dispositivo:

As tecnologias IA no dispositivo (On-Device AI) calculam e processam dados diretamente do próprio dispositivo. Mais de 4 vezes mais rápida e 8 vezes mais ligeira que algoritmos existentes, a solução final dos algoritmos da Samsung foi dramaticamente melhorada em relação às soluções anteriores e foi avaliada como a chave para resolver os problemas potenciais de computação de baixa potência, alta velocidade

Algoritmos e funções baseadas em inteligência artificial consomem muita energia, impedindo que os recursos da CPU do dispositivo sejam usados ​​em outras tarefas. Mas usando uma NPU correta, a carga da CPU seria mínima. Ou seja, exige menos energia e desempenho de hardware para executar as mesmas tarefas de inteligência artificial.

Os novos avanços da Samsung estão aperfeiçoando esse processo para melhorar o desempenho da IA ​​que funciona no mesmo dispositivo e não depende da nuvem. Ao contrário da inteligência artificial baseada na nuvem, essa dinâmica não apenas reduz os custos, mas também garante a proteção dos dados do usuário.

Leia também:SAMSUNG APRESENTA TELA DE 219 POLEGADAS MICROLED

Esse algoritmo já foi aprovado e, de acordo com os resultados, o potencial que ele pode oferecer é extraordinário. No momento, essa solução, infelizmente, ainda está longe de chegar ao mercado.

Crédito da imagem da Samsung