Whatsapp anuncia a possibilidade de realizar pagamentos pela plataforma ainda este ano


Já sabíamos que pagamentos via WhatsApp estavam próximos, mas até agora não haviam informações específicas sobre datas.

Então, WhatsApp anunciou que lançará um serviço de pagamento no aplicativo ainda este ano, embora inicialmente ele só esteja disponível na Índia, um país que tem 400 milhões de usuários ativos do WhatsApp todo mês (dos 1,5 bilhão em todo o mundo).

Leia também:NOVO RECURSO DO WHATSAPP IMPEDE QUE VOCÊ ENVIE FOTOS PARA A PESSOA ERRADA

A empresa informou a ZDNet que um teste piloto do serviço de pagamento já está em andamento. A ideia é que os usuários possam enviar pagamentos para outras pessoas tão facilmente quanto enviar uma mensagem de texto. Eles afirmam que os pagamentos são essenciais para acelerar a inclusão financeira e atrair milhões para a economia digital da Índia, e é por isso que eles apostaram naquele país em primeiro lugar.

Foi também na Índia, onde o limite de cinco mensagens de encaminhamento da plataforma foi implementado pela primeira vez, para evitar spam e Fake News, mas isso só foi feito por seis meses. Agora, o WhatsApp Payments será mais do que um teste temporário, será um piloto que muitos países estão esperando, principalmente, aqueles cuja população não tem contas bancárias e não o faz tão facilmente ao fazer um pagamento para outra pessoa. Mesmo assim, o governo indiano mostrou alguma preocupação:

As autoridades indianas estão preocupadas que o serviço de pagamento WhatsApp possa compartilhar dados de usuários com empresas do grupo Facebook e Instagram, comprometendo a segurança, privacidade e informações não comerciais de seus assinantes.

Leia também:WHATSAPP ADOTA NOVO FORMATO PARA MENSAGENS DE VOZ

WhatsApp é do Facebook, e o Facebook não está passando por bons momentos com sua tentativa de entrar no setor de serviços financeiros por meio de sua criptomoeda, mas é muito possível que o WhatsApp Payment seja aceito se for originalmente destinado a valores pequenos que não despertem o interesse na lavagem de dinheiro.