Google continuará apostando na verificação dos fatos


Hoje, podemos encontrar tudo nas buscas e nas notícias que podemos ler diariamente, incluindo informações falsas que estimulam percepções enganosas da realidade. Para lidar com informações falsas, o Google integra verificações de fatos nas Pesquisas e Notícias há quase três anos, para que os usuários possam confiar no conteúdo que acessam.

Com isso, os usuários podem saber quando um conteúdo online contém uma verificação, ou seja, se é verdadeiro ou falso, graças às iniciativas de apuração de fatos que já estão funcionando em todo o mundo.

Agora, Google quer compartilhar uma série de dados e fortalecer seu compromisso com a verificação de fatos para o próximo ano. Primeiro, com as verificações de fatos aparecendo mais de 11 milhões de vezes por dia nos resultados de pesquisa e no Google Notícias em cinco países (Brasil, França, Índia, Reino Unido e EUA), somando mais de 4 bilhões de vezes por ano.

Para isso, possui uma biblioteca com mais de 40.000 verificações, disponíveis publicamente por meio de uma ferramenta de pesquisa dedicada e também disponíveis para pesquisadores por meio de uma API.

Esse passo foi possível porque Google está trabalhando com o Duke Reporters Laboratory e a International Fact Verification Network para adotar campos estruturados que permitem a verificação de fatos no conteúdo multimídia. Isso significa que, além do que vamos ler, também podemos estar cientes se o conteúdo, como imagens ou vídeos, é verdadeiro ou é manipulado.

No próximo ano, continuarão trabalhando para fornecer verificações de fatos e se comprometem a apoiar as iniciativas de busca de fatos em todo o mundo, procurando um modelo que permita sua viabilidade a longo prazo.

Trata-se basicamente de fornecer qualidade jornalística a alguns dos produtos do Google.

Crédito de imagem: Google