Instagram impedirá que influencers incentivem o uso de armas ou tabaco


Instagram continua batendo de frente com influencers, embora desta vez não se trate de remover o número de “curtidas” de cada publicação, mas sim, de evitar o incentivo ao uso de tabaco ou armas.

Facebook, dono do Instagram, está tomando medidas fortes contra as publicações da marca de influenciers e os produtos que eles vendem. Embora sempre tenha proibido publicações de marcas que promovam artigos de tabaco e armas, agora começará a aplicar essas regras com mais rigor e, especialmente, com influencers.

Também começará a colocar “restrições especiais” em torno da promoção de outros produtos, como álcool e suplementos alimentares. Será possível restringir o público quando algo assim for publicado, o que ajudará as crianças a não verem esse tipo de material.

A empresa também diz que está abrindo o Facebook Brand Collabs Manager para um “grupo selecionado” de criadores do Instagram, o que significa que os criadores podem compartilhar ideias e comprometimento com as marcas e encontrar potenciais parceiros de marca que se alinham com seu público.

Com esse sistema, os criadores podem obter novas ofertas, gerenciar associações e compartilhar automaticamente informações com eles, sem a necessidade de capturar telas e enviá-las para fora da plataforma. Dessa forma, o Facebook mantém o controle de todos os negócios gerados em suas redes.

Se a empresa começar a reconhecer formalmente o trabalho dos influencers, também será mais responsável pelas publicações exibidas, embora seja muito possível que acabe cobrando uma comissão do preço acordado entre o influencers e a marca.