Facebook e Twitter tomam novas medidas para denunciar o coronavírus


Twitter e Facebook anunciaram uma série de novas medidas que serão implementadas para que os usuários possam acessar apenas informações confiáveis ​​sobre o coronavírus em suas plataformas.

São iniciativas diferentes, mas com o mesmo objetivo: manter o usuário informado sobre o coronavírus e protegê-lo de notícias falsas.

O Facebook implementará um centro de informações sobre coronavírus na parte superior do Feed de notícias. Esta seção coletará informações em tempo real de fontes como a Organização Mundial de Saúde. Artigos e publicações selecionados por especialistas e profissionais também serão adicionados.

Em um primeiro estágio, essa iniciativa estará disponível em alguns lugares nos Estados Unidos e na Europa e, com o tempo, se espalhará pelo mundo. O objetivo é oferecer informações pertinentes para cada país, para que eles trabalhem com diferentes governos para coordenar o conteúdo.

Dessa forma, os usuários poderão ver informações relevantes dentro de sua comunidade diretamente no Feed de Notícias, com informações em tempo real das autoridades locais e recursos que eles podem consultar em seu próprio país.

E, é claro, continuará a trabalhar para proibir e bloquear anúncios e publicações oportunistas ou virais.

equipe do Twitter está ciente do conteúdo compartilhado sobre o coronavírus na plataforma para proteger os usuários, como mencionamos em um artigo anterior . Seguindo essa linha, agora ela estende suas regras, proibindo especificamente qualquer conteúdo que possa aumentar o risco de uma pessoa ser exposta ao vírus.

O Twitter compartilhou alguns exemplos desses tipos de tweets que devem ser removidos:

  • Negação da orientação de especialistas (exemplo: “o distanciamento social não é eficaz”)
  • Incentivar o uso de tratamentos falsos ou ineficazes, técnicas de prevenção e diagnóstico (exemplo: “beber água sanitária e ingerir prata coloidal curará o COVID-19«)
  • Conteúdo enganoso como se fosse de especialistas ou autoridades (Exemplo: “A Guarda Nacional acaba de anunciar que não haverá mais remessas de alimentos por 2 meses – vá ao supermercado o mais rápido possível e compre tudo!”)