Facebook Gaming finalmente chega como um aplicativo de jogo independente para android


O lançamento do aplicativo independente Facebook Gaming, o esperado aplicativo móvel do Facebook para concorrer com os pesos pesados ​​das transmissões de videogame ao vivo, como Twitch, YouTube ou Mixer, agora é oficial, começando pela plataforma Android ( disponível na Google Play Store ), embora em pouco tempo se espere que também chegue ao iOS, após a aprovação oportuna da Apple.

A empresa liderada por Mark Zuckerberg optou por antecipar o lançamento de seu aplicativo móvel independente para transmissão de videogame, originalmente planejado para o próximo mês de julho, hoje, aproveitando a situação de confinamento causada pela pandemia, que implica na necessidade de procurar opções para passar o tempo, com o setor de videogames sendo um setor em ascensão.

Ao entrar no aplicativo pela primeira vez, os usuários obterão uma lista de seus jogos favoritos, além do conteúdo mais importante do momento na plataforma, com o qual poderão interagir com a mesma familiaridade com a qual a rede social está acostumada.

Deve-se observar que a plataforma Facebook Gaming já estava integrada no site do Facebook e que, além disso, a empresa trabalha em seu novo aplicativo independente desde 2018, com o objetivo de servir como ponto de partida para expandir os recursos do plataforma futuramente.

O aplicativo em si não exibe anúncios inicialmente, oferece a capacidade de visualizar transmissões ao vivo, fazer suas próprias transmissões a partir do seu celular, jogar jogos instantâneos entre vários e até inclui uma função de bate-papo para estabelecer conversas com outros usuários. Com base nos seus videogames favoritos.

Além disso, também permite a compra de estrelas para que os usuários possam animar seus streamers favoritos. Espera-se que o aplicativo móvel hospede mais títulos de videogame do que os disponíveis na área de trabalho.

Em suma, o Facebook tenta se destacar no setor de transmissão de videogame, mais uma vez tentando oferecer os tipos de serviços que os usuários costumam usar em aplicativos de terceiros, para que não vejam a necessidade de sair do Facebook para obter outros benefícios.