Para montar uma balada à distância


As escolas mudarão a maneira como ensinam, respeitando a distância entre as pessoas, as empresas de aluguel de carros modificarão os procedimentos para garantir a limpeza e evitar o contato entre as pessoas, os restaurantes abrirão com capacidade de 30 ou 50% para manter os clientes afastados… mas as baladas ou boates têm dificuldades.

Dizer que uma festa ou balada pode abrir, mas desde que seja obedecida uma distância entre os clientes, é algo impensável, mas já começaram a aparecer alternativas, propostas de festas virtuais.

Se trata de distancedisco.nl, uma proposta que usa a plataforma de videoconferência Jitsi para poder fazer festas com danças de forma virtual.

Com a frase encontre a pessoa que dança sua música!, o projeto nasce das mãos de artistas independentes baseados em Amsterdã e está na hora de um experimento social. O projeto é criado por DuoDisco (Mark Meeuwenoord, Arjan Scherpenisse e Klasien van de Zandschulp) em colaboração com o TIN.

Dançar em momentos de angústia, conhecer novas pessoas no sábado à noite e, quem sabe, encontrar um parceiro, é possível em um projeto que, embora não seja tecnologicamente inovador, atrai a atenção para sua proposta.

Balada à distância é aberta a pequenos grupos com até 16 participantes por disco. Nós apenas temos que criar um evento, colocar um nome e data e esperar. Neste vídeo, podemos ver o passo a passo:

Sem música ensurdecedora ou ubebidas, está bem longe do que conhecemos como boate ou balada, mas, se o mundo vai mudar, vale como experimento.