Twitter começa a testar seu novo recurso de limitação de resposta


Twitter acaba de anunciar que está começando a testar seu novo recurso de limitação de respostas, no qual os usuários poderão determinar quem poderá responder aos seus tweets, impedindo-os de receber respostas indesejadas.

Este é mais um passo para fortalecer conversas úteis por meio de uma série de controles nas mãos dos próprios usuários. Mas sim, devemos ter em mente que este é um teste, no qual um pequeno grupo de usuários está participando, em todo o mundo, tanto através da Web como através dos aplicativos oficiais do Twitter para Android e iOS.

A operação consiste em que, antes de publicar um tweet, os usuários possam escolher quem poderá responder a ele, com três opções para escolher: Todos, usuários que eles seguem e apenas os usuários mencionados no mesmo tweet.

Se qualquer um dos dois últimos for escolhido, os usuários que não puderem responder ao tweet verão que o recurso de resposta está totalmente desativado como um indicador.

E, embora os usuários não possam responder a um tweet, eles poderão ver as respostas recebidas, e poderão até retuitar ou retuitar com comentários e até marcar com “curtir”, o que significa que as respostas serão públicas.

Nesse sentido, devemos lembrar que o Twitter lançou, há pouco tempo, outro controle de conversa que nos permite ocultar respostas indesejadas.

Por outro lado, Twitter também diz que estão trazendo um novo design para que as respostas e os retuítes com comentários sejam mais acessíveis.

Esse teste chega em um momento em que a sociedade está totalmente agitada com a situação da pandemia global, refletida totalmente nas conversas que ocorrem nas redes sociais, incluindo o Twitter.

Esse novo controle, sem dúvida, vai contra o nível de abertura que sempre foi oferecido, mas ainda procura tornar as conversas mais úteis.

Crédito de imagem: Twitter