Tesla está desenvolvendo um sensor que pode detectar crianças esquecidas nos carros


Os fabricantes de automóveis encontraram nos sensores grandes aliados para dar um diferencial ao veículo e proteger os usuários de situações comuns que colocam em risco sua segurança.

Seguindo essa dinâmica, a Tesla busca a aprovação da FCC para implementar uma nova tecnologia baseada em sensores de detecção de movimento, que poderia detectar a presença de crianças expostas à temperatura de um carro fechado.

Conforme afirmado por Tesla no documento apresentado à Federal Communications Commission, esta tecnologia usa uma dinâmica diferente de qualquer sistema de detecção:

O dispositivo em questão, que poderia ser integrado em veículos de passageiros, incorpora tecnologia de radar de ondas milimétricas (mmWave) para detectar movimentos dentro de um veículo e classificar seus ocupantes. O dispositivo pode ser usado, entre outras coisas, para reduzir o risco de insolação veicular pediátrica, proteger os ocupantes do veículo contra ferimentos por meio do uso avançado de airbags e lembretes de cinto de segurança e melhorar os sistemas de prevenção de roubo.

Essa tecnologia tem uma série de vantagens, conforme mencionado na Reuters. Por exemplo, o sensor pode escanear o carro e diferenciar se é um adulto, um objeto ou uma criança. Também pode definir a frequência cardíaca ou os padrões de respiração para complementar os dados e descobrir qual resposta o sistema do carro deve definir.

Assim, com uma varredura, pode dizer se é uma pessoa ou objeto, definir o tamanho da pessoa por meio de uma série de padrões e disparar uma resposta de acordo com essa informação. E embora a aplicação do sensor seja focada no interior do veículo, ele pode ser capaz de escanear até 2 metros fora de seu ambiente, então pode se tornar uma medida extra de segurança.