Apresentado primeiro monitor de glicose não invasivo


Há vários anos, conversamos sobre iniciativas e avanços na detecção de glicose no sangue por meio de aparelhos, substituindo aquelas conhecidas punções rotineiras e dolorosas. E como não poderia ser diferente, esses avanços também estiveram presentes no CES2021, que terminou dia 14 de janeiro.

A este respeito, a Quantum Operation, uma empresa emergente de cuidados de saúde, com sede em Tóquio, apresentou o que chamou de primeiro monitor de glicose não invasivo do mundo, o qual oferece monitoramento contínuo das pessoas, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Se trata de uma pulseira, que abriga uma tecnologia de detecção de espectro, desenvolvida e patenteada pela própria empresa, que permite ao sensor monitorar de forma contínua e precisa o nível de glicose no sangue através do pele sem a necessidade de punções.

Este aparelho será ideal, sobretudo, para diabéticos usarem no dia a dia. A empresa destaca que a chave para este dispositivo está na utilização de novos materiais espectrométricos, onde um é dedicado a emitir espectros ótimos e o outro é altamente sensível aos espectros alvo, também acoplado a um firmware capaz de obter dados específicos de forma eficiente uma vez isolou o resto dos dados que qualificam como ruído.

De acordo com a empresa:

Essas tecnologias podem ser usadas para medir todos os tipos de sinais vitais, desde a frequência cardíaca até a eletrocardiografia (ECG)

Nesse sentido, outra possibilidade é que os responsáveis ​​pelo acompanhamento do atendimento médico dos pacientes também façam o monitoramento remoto para conhecer a evolução das doenças.

Para Kazuma Kato, CEO da Quantum Operation, além de eliminar picadas ao medir o nível de glicose no sangue, as tecnologias implementadas também podem ajudar as empresas a obter big data precisos, podendo oferecer melhores soluções para monitoramento e gestão de doenças.

Este dispositivo foi exibido junto com outra abordagem para medição da saturação sanguínea no CES2021 passado. Resta saber quando entrarão oficialmente no mercado e a que preço estarão disponíveis.

Crédito da imagem: Quantum Operation Inc.