Facebook quer diferenciar postagens satíricas de notícias reais


Facebook começou a testar suas novas etiquetas nos Estados Unidos, com as quais busca oferecer uma melhor identificação das publicações que aparecem nos feeds dos usuários para que, assim, os próprios usuários saibam melhor o que esperar.

O anúncio foi feito, curiosamente, em um dos perfis que a empresa de Mark Zuckerberg tem no Twitter, seu eterno rival.

As novas tags, agora em fase de testes e expansão gradual, são “servidor público”, “página de fãs” e “página de sátira”. Esta última tag é talvez a mais interessante de analisar, tendo em conta a existência de sites de conteúdo satírico, alguns dos quais utilizam notícias inventadas e cuja estrutura de escrita é profissionalmente semelhante às utilizadas em redações reais.

Mas, nem todo mundo consegue diferenciar o que é gozação do que é real, deixando muitas pessoas indignadas com notícias que na prática são inventadas, que tiveram que ser ditas que provinham de sites de conteúdo satírico.

O mais curioso é que as informações em sites satíricos chegam a confundir até alguns políticos.

Por enquanto, as razões específicas pelas quais o Facebook está começando a testar essas novas tags para publicações são desconhecidas, embora tudo indique que isso faz parte de sua luta contra a desinformação.

Parece que, pelo menos por enquanto, serão as próprias publicações satíricas que decidirão se devem ou não usar o rótulo de “página de sátira” nas publicações que aparecem nos murais de notícias dos usuários.

Será uma questão de tempo até que a empresa de mídia social aumente gradativamente a disponibilidade dos novos rótulos nos mercados internacionais, evitando assim males desnecessários diante de publicações que só querem que os leitores riam em vez de ficarem bravos.