Traverse, para melhor memorizar o que estudamos


Muitas vezes temos que estudar grandes quantidades de texto, e fica difícil memorizar tudo sem uma técnica adequada.

Para isso existem diversos recursos que podem auxiliar no assunto, como cartões de memória, por exemplo. Hoje falaremos sobre o oferecido pelo site Traverse.

Traverse é um site disponível nesse link onde podemos criar um curso e dividi-lo por aulas. Copiaremos o texto dos diferentes capítulos, agrupando-os por curso, aulas e capítulos. Cada seção terá o texto desejado que copiaremos da fonte original.

Quando tivermos a lição armazenada em nosso perfil Traverse, é hora de criar perguntas em cada capítulo criado. Podemos colocar perguntas e respostas para cada texto que colamos, é até possível selecionar uma palavra para que possamos jogar o jogo de “qual palavra está faltando neste texto”. Assim que tivermos dezenas de perguntas com suas respectivas respostas nos capítulos de todas as aulas, podemos ativar um jogo para memorizar tudo.

O jogo é baseado em mostrar as perguntas de forma aleatória e adivinhar as respostas. Se adivinharmos 100%, clicaremos na face verde, caso contrário, na vermelha, embora haja vários níveis de «precisão». Dessa forma, o aplicativo nos mostrará o que adivinhamos repetidamente, até que tenhamos tudo perfeitamente internalizado.

É como um jogo de cartões de memória, mas baseado nas lições que colamos anteriormente na plataforma.

O aplicativo é gratuito para um curso com mapa do site, sendo possível incluir quantas perguntas e respostas quisermos.

É baseado em um sistema de três fatores:

– Compreender: Organizando as suas notas de estudo visualmente como uma árvore do conhecimento, para que possa compreender os princípios fundamentais (abordagem de Elon Musk).

– Memorizar: fazendo a si mesmo perguntas sobre o material e, em seguida, analise-as no momento ideal (exatamente quando estiver prestes a esquecê-lo).

– Aplicar: o conhecimento agora está disponível para seu cérebro usar, para que você possa aplicá-lo na vida real e formar conexões criativas.

Sem dúvida, uma boa ideia que pode ajudar muita gente.