Bandai traz de volta os Tamagotchis em um novo Smartwatch


Quem não lembra da febre dos Tamagotchis? Aqueles bichinhos virtuais integrados a aparelhos eletrônicos com tela monocromática, que marcavam toda uma geração de usuários, dos anos 90. Tinham que dar toda a atenção necessária, para verem seus bichinhos felizes, até acabarem se cansando e deixando-os falecer por falta de cuidados.

Pois bem, esses bichinhos virtuais fofos estão de volta com o novo Tamagotchi Smart, o novo smartwatch com design infantil, em forma de ovo, que a Bandai desenvolveu para comemorar o 25º aniversário do lançamento desses personagens fofinhos.

Como ressaltam em Kotaku, os usuários poderão interagir com seus bichinhos virtuais nesses novos dispositivos, assim como era possível fazer nas versões originais, mas adaptando-se à era tecnológica atual, já que agora contam com uma tela colorida sensível ao toque, que torna mais fácil para eles serem acariciados e definir controles de voz.

Este dispositivo também possui uma função de pedômetro que também abriga a capacidade de exibir a hora, embora isso obviamente possa ser secundário para muitos usuários.

É interessante que ele também tem conectividade sem fio para permitir a interação com outros Tamagotchis, o que encorajaria as interações sociais no mundo físico, e pode até incluir conteúdo adicional conectando pequenas chaves físicas que os usuários podem comprar separadamente.

Tudo vai depender do que se queira fazer, levando em conta que este aparelho tem uma autonomia aproximada de trinta horas.

A Bandai está oferecendo este novo dispositivo inicialmente por meio de uma loteria, embora seu lançamento geral, para todo o público, tenha sido definido para o próximo dia 23 de novembro por 7.480 ienes, cerca de US $68.

Por sua vez, as chaves físicas custarão cerca de 1.100 ienes, cerca de US$ 10, cada.

A desvantagem é que, pelo menos por agora, este novo dispositivo permanecerá exclusivamente no Japão, então, os entusiastas do Tamagotchi terão que esperar ou descobrir para adquirir suas próprias unidades. Talvez uma viagem para o Japão?

Em todo caso, é mais um exemplo de que as coisas do passado são capazes de voltar à nossa vida, e voltar a virar moda, como é o caso de outros setores, como o do vestuário.

Crédito de imagem: Bandai’s Kotaku / YouTube