Twitter propõe novas medidas para proteger os usuários de assédio


A equipe do Twitter novamente compartilhou uma série de conceitos que está analisando para melhorar a experiência do usuário na plataforma.

Desta vez, se concentraram em alguns problemas comuns que os usuários do Twitter têm ao gerenciar suas contas ou interagir com seus seguidores.

Por exemplo, uma das situações contempladas é a que normalmente ocorre ao responder a partir de uma conta protegida do Twitter. Embora possamos interagir normalmente com pessoas que seguimos ou aprovamos para seguir nossa conta, qualquer resposta dada a outro usuário permanece oculta.

Um detalhe que nem todos conhecem e que pode causar mal-entendidos entre os usuários. Para evitar esse problema, o Twitter considera a possibilidade de ativar um lembrete automático que permite ao usuário alterar as configurações de sua conta para pública, de forma que a resposta seja visível.

Outro recurso que está sendo analisado é voltado para os usuários que gerenciam diferentes contas do Twitter. Para facilitar a troca de uma conta para outra, ou para saber de qual conta eles estão tweetando, propõem uma pequena mudança, como podemos ver na imagem.

A ideia é que os usuários vejam todas as suas contas disponíveis em um só lugar, e cada uma com seu avatar, nome de usuário, nível de privacidade, etc. E, por outro lado, também estão considerando uma nova dinâmica que pode limitar o assédio na plataforma.

Por exemplo, o usuário pode especificar que não deseja que sua conta seja encontrada no mecanismo de busca do Twitter ou que não seja incluída nas sugestões de “Quem deve seguir”. Opções de configuração que podem ser permanentes ou não, já que o usuário pode estabelecer um determinado período de tempo.

E para reforçar essa dinâmica, o Twitter também poderia enviar alertas ao detectar que está recebendo “atenção negativa” para que o usuário possa agir nas configurações de sua conta.