Youtube já permite compartilhar momentos específicos de vídeos pelo celular


Existem recursos presentes na versão desktop do YouTube que não podem ser encontrados em outras plataformas.

Por exemplo, a capacidade de compartilhar um link para um vídeo que começa em um ponto intermediário específico é exclusiva da web, mas os celulares agora têm uma nova facilidade nesse sentido.

Introduzido há um ano, os capítulos do YouTube nada mais são do que carimbos de data/hora que facilitam a navegação em um clipe longo ou cheio de conteúdo.

Para referência durante a reprodução, esses links internos podem ser usados ​​alternadamente entre computadores e celulares. No entanto, se quisermos compartilhar um link para qualquer uma dessas seções, a tarefa torna-se desigual entre as plataformas.

Em computadores, a versão da web desta plataforma de vídeo popular permite vincular qualquer segundo de um clipe por meio das mesmas ferramentas de compartilhamento que o player oferece. Em contraste, em dispositivos móveis, essa qualidade era até recentemente limitada apenas à capacidade de compartilhar o link básico de um vídeo, sem um carimbo de data/hora de referência.

Embora ainda não seja possível gerar links do celular para seções específicas de um vídeo escolhido livremente, como podemos fazer com a versão web, agora, no entanto, os aplicativos YouTube iOS e Android podem aproveitar essa dinâmica com os capítulos.

O funcionamento desse recurso é muito simples. Na descrição de um vídeo, ao exibir a lista completa de capítulos que está vinculada no final, um ícone de compartilhamento aparecerá ao lado de cada um dos carimbos de data/hora adicionados. Os links gerados através deste mecanismo podem ser compartilhados como qualquer outro no aplicativo, através dos canais que o mesmo dispositivo configurou.

Assim, se um vídeo já contém seus capítulos devidamente marcados, é possível compartilhá-los desde o celular usando este mecanismo, para evitar desta forma sinalizar separadamente o minuto que deseja compartilhar com outra pessoa. 

Enfim, agora cabe aos criadores de conteúdo fazerem a sua parte, preenchendo esses detalhes com as informações de seus vídeos e, assim, incentivarem interações desse tipo.