Estão de volta os aplicativos que despem pessoas usando inteligência artificial


Em 2019 o mundo teve muitos problemas com um aplicativo que usava inteligência artificial para despir as pessoas, projeto que desapareceu logo após seu lançamento devido à reação da sociedade.

Agora, dois anos depois, o pesadelo parece estar de volta, na web, e a parlamentar britânica Maria Miller já quer um debate parlamentar para proibir imagens de nus geradas digitalmente.

Dentre os novos serviços, tem um site chamado DeepSukebe, que vem tirando o sono de muita gente, e exige apenas o upload da foto, r depois de resolver enigmas procurando logotipos em nove fotos, já é possível acessar o resultado, onde a pessoa da foto aparece sem roupa.

O funcionamento é simples, já que o sistema de Inteligência Artificial já foi alimentado com milhões de imagens de nus, para que só precise calcular rapidamente qual combinação é a que mais se adapta à nova foto enviada.

Só em junho tiveram mais de cinco milhões de visitas, e até agora ainda está ativo.

O site, que não funciona no modo incógnito, já despiu até atletas olímpicos, e essas imagens geradas começam a ser distribuídas nas redes sociais. Embora muitos deles pareçam falsos, muitos outros parecem reais e podem causar muitos problemas.

Ainda não se sabe quem está por trás deste novo projeto, mas a BBC abriu uma investigação para obter os dados. No momento, sabemos apenas que os desenvolvedores estão trabalhando em uma versão ainda mais poderosa da ferramenta.

Faz parte das ferramentas chamadas Nudifier e, com o passar do tempo, elas se tornam mais poderosas e rápidas.

Nem é preciso alertar para os riscos em acessar sites desse tipo.