Prime Vídeo permitirá compartilhar clips de alguns conteúdos originais


A Amazon está tão convencida de que os conteúdos originais do Prime Video são tão interessantes que, ao contrário de outras plataformas de vídeo sob demanda, começarão a deixar os próprios assinantes promovê-los entre seus contatos.

Nesse sentido, começando com usuários de iOS nos Estados Unidos e para uma pequena seleção de conteúdo original, a Prime Video permitirá que segmentos de vídeo de até 30 segundos de duração sejam compartilhados com a família e amigos em alguns aplicativos de mensagens e mídia social.

Para tal, o aplicativo passará a ter o botão «Partilhar clip», que permitirá ao assinante selecionar e editar o segmento do conteúdo original que pretende partilhar, levando-o a outra plataforma social através da função de partilha do próprio sistema iOS., podendo escolher entre as seguintes opções: Instagram, Facebook, Twitter, iMessage, Messenger e WhatsApp.

Por trás desse recurso está a tecnologia X-Ray da Amazon.

Como dissemos, por enquanto trabalhará com uma pequena seleção de conteúdo original da Prime Video, sendo os escolhidos The Wilds, Invincible, Fairfax e a primeira temporada de The Boys. Além do fato de que no futuro será expandido para mais conteúdos originais, no momento não se sabe se também incluirá alguma produção feita por terceiros.

Também não se sabe quando essa possibilidade poderá atingir os usuários de dispositivos Android, já que no momento não há menção a ela, embora esse sistema também tenha uma cota de usuários respeitável nos Estados Unidos.

O engraçado é que a Amazon Prime Video toma um rumo diferente em relação aos seus principais concorrentes, que não são poucos hoje, que não permitem, pelo menos por enquanto, que seus assinantes sejam os que também possam promover algum de seu conteúdo original, entre familiares e amigos, tendo que utilizar os videoclipes e fotografias oficiais que as próprias plataformas promovem nas redes sociais.

Em tempos de alta competitividade, agora é torcer para outras plataformas aderirem essa ideia.

Mais informações: Amazon.