Youtube não monotizará vídeos infantis de baixa qualidade


A equipe do YouTube revisou todas as medidas tomadas na plataforma, para oferecer vídeo de qualidade para crianças e protegê-las de conteúdo impróprio. Uma dinâmica que se aplica ao YouTube e ao YouTube Kids.

Embora já tenham mencionado que os vídeos infantis que não atendem à qualidade esperada entre as sugestões da plataforma ou para fazer parte do YouTube Kids não serão recomendados, agora deram um passo além.

O YouTube aplicou uma série de medidas para que o conteúdo que as crianças encontram na plataforma agregue valor. Seja porque transmite bons valores, incentiva o aprendizado, oferece opções de brincadeiras saudáveis ​​ou incentiva as crianças a desenvolverem habilidades diferentes.

Agora, anuncia uma nova medida que será aplicada diretamente aos criadores de conteúdo e aos vídeos que eles compartilham na plataforma. Conforme anunciado pela equipe do YouTube, ele deixará de monetizar os canais que são promovidos como conteúdo para crianças, mas que não cumprem as políticas de monetização voltadas para crianças.

Ou seja, se eles não compartilham conteúdo de qualidade, se encorajam comportamentos inadequados ou são apenas promovidos por uma razão comercial:

Por exemplo, canais que têm predominantemente conteúdo infantil de baixa qualidade, como “Muito comercial ou promocional” ou “Incentivando comportamentos ou atitudes negativas”, podem ser suspensos do YPP (Programa de Parcerias do YouTube). E se um vídeo individual violar esses princípios de qualidade, poderá ver poucos ou nenhum anúncio.

Essa mudança começará a ser implementada a partir de novembro. No entanto, o YouTube mencionou que entrou em contato com alguns criadores que podem ser afetados por esta nova política de monetização para que façam as alterações antes que a sanção seja aplicada.