Hare, a linguagem de programação para criar sistemas operacionais


Quando se fala em linguagem de programação, refere-se a uma série de símbolos e códigos que permitem ao programador criar as diferentes instruções que serão executadas dentro de uma aplicação, ou controlar o comportamento de uma máquina.

Atualmente, existe um grande número de linguagens de programação que oferecem aos programadores inúmeras opções para criar seus projetos, incluindo seu próprio sistema operacional.

Quanto à criação de sistemas operacionais, acaba de ser anunciado o lançamento de uma nova linguagem de programação especialmente desenhada para cumprir este propósito.

Se trata de Hare, uma ferramenta criada por Drew DeVault em conjunto com trinta colaboradores cujo objetivo é fornecer aos programadores tudo o que eles precisam para desenvolver seu próprio sistema operacional.

DeVault espera que Hare acabe se tornando uma alternativa à linguagem de programação C, o que é bastante ambicioso, considerando que apesar de não ser tão amplamente utilizada como antes, C ainda é a linguagem de programação mais importante do mundo, usado no desenvolvimento dos núcleos que compõem os sistemas operacionais.

Embora a intenção do DeVault não seja destronar o C, mas sim simplificá-lo para manter sua utilidade, pois o considera uma ferramenta apropriada para o desenvolvimento de sistemas operacionais, assim como drivers, software de rede, compiladores,ferramentas de sistema, bem como instruções para tarefas de alto desempenho e baixo nível.

Em relação ao Hare, DeVault destaca que essa linguagem fornece tipagem estática, além de gerenciamento manual de memória e tempo de execução mínimo. Na parte estética, Hare apresenta um design estável e robusto.

No entanto, nem tudo pode ser perfeito, pois no momento o Hare está disponível apenas para download no Linux e FreeBSD para x86_64, aarch64 e riscv64, deixando de fora Windows e MacOS. Sobre isso, DeVault expressou o seguinte:

Não temos a intenção de oferecer suporte a plataformas não livres, mas como a linguagem é padronizada, uma implementação ou bifurcação de terceiros poderia facilmente desenvolver suporte para Windows ou MacOS, se desejado.

Aqueles que estiverem interessados ​​em aprender mais sobre Hare terão a oportunidade de fazê-lo através do tutorial e documentação padrão da biblioteca. Assim, também podem ter a oportunidade de ver uma apresentação em PDF.

Quem se interessar, também pode visitar o site oficial para mais informações.