Nasa compartilha as primeiras imagens do universo obtidas pelo telescópio James Webb


O ser humano quer conhecer melhor e em detalhes os mistérios que o universo esconde.

São muitas as perguntas e poucas respostas, embora, agora se tenha dado mais um passo no conhecimento do universo graças aos avanços do Telescópio Espacial James Webb, que permitiu à NASA, em associação com a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Agência Espacial Canadense (CSA), compartilhar publicamente as primeiras imagens do universo como nunca antes conhecido.

Trata-se de uma seleção de imagens coloridas e dados espectroscópicos obtidos pelo telescópio, que forneceu características do universo que até agora não eram possíveis de serem descobertas, e que é disponibilizada aos interessados ​​por meio de uma seção específica no site da NASA .

De acordo com Bill Nelson, administrador da NASA:

Hoje, apresentamos à humanidade uma nova visão revolucionária do cosmos do Telescópio Espacial James Webb, uma visão que o mundo nunca viu antes. Essas imagens, incluindo a visão infravermelha mais profunda do nosso universo já obtida, nos mostram como o Webb ajudará a desvendar respostas para perguntas que ainda não sabemos como fazer; perguntas que nos ajudarão a entender melhor nosso universo e o lugar da humanidade dentro dele.

Dessa forma, o Telescópio Espacial James Webb ajudará a entender melhor os mistérios que o universo esconde, permitindo respostas para algumas questões históricas, além de avançar nas pesquisas, cujos cientistas estão muito animados com tudo o que poderão descobrir daqui para frente, graças ao telescópio James Webb, que foi lançado em 25 de dezembro de 2021 a bordo do foguete Ariane 5, tendo lugar a partir do Espaçoporto Europeu na Guiana Francesa, na América do Sul.

Tendo completado uma complexa sequência de implantação já no espaço, há meses ele passa por comissionamento, alinhando seus espelhos e calibrando seus instrumentos para funcionar em seu ambiente espacial, ficando pronto para iniciar as operações.

A NASA destaca que enfatiza as capacidades dos quatro instrumentos científicos de última geração integrados no Webb para terem possibilitado as primeiras observações, cuja seleção foi realizada por representantes da NASA, ESA, CSA e Instituto de Ciências do Telescópio Espacial (STScl).

Aqueles que desejam acessar, além das primeiras imagens e espectros do Webb, arquivos para download, também podem visitar este site .

Mais informações: NASA
Crédito de imagem: NASA, ESA, CSA e STScI