O plano com anúncios da Netflix não oferecerá todo o seu catálogo de conteúdo


Há pouco tempo, soubemos da proposta da Netflix de incorporar um novo plano, mais barato e baseado em publicidade.

Detalhes recém-divulgados revelaram que esta nova oferta não incluirá todo o conteúdo atualmente visível no serviço de streaming, segundo executivos da Netflix, durante a teleconferência de resultados do segundo trimestre de 2022 da empresa.

“Hoje, a grande maioria do que as pessoas assistem na Netflix, podemos encaixar na camada suportada por anúncios”, disse o co-CEO da Netflix, Ted Sarandos. “Porém, nem tudo, e sobre isso estamos conversando ainda com os estúdios, mas se lançássemos o produto hoje, a opção com anúncio já ofereceria uma ótima experiência. Estamos tirando parte do conteúdo adicional, mas certamente não todo, mas achamos que isso não será um impedimento para os negócios . ”

Teremos que esperar e ver exatamente o que está faltando na camada suportada por anúncios, que a Netflix disse na terça-feira, e que pretende lançar no início de 2023. A próxima camada não seria muito atraente se você não pudesse assistir a sucessos da Netflix, como seus filmes e séries originais ou bem, aqueles que estão na moda.

A razão por trás das restrições no catálogo que recairiam sobre esse tipo de assinatura, conforme indicado no último relatório trimestral, está nos contratos vinculados a cada um dos títulos contidos no catálogo da Netflix. Os contratos de distribuição são feitos sob certos termos e com certas projeções. A chegada de um novo plano ou de uma nova modalidade de uso da plataforma, fora de seu modelo oficial, deve passar, além de todo o processo interno de elaboração da plataforma, pela regulamentação de suas licenças de transmissão.