As transcrições automáticas estão chegando ao Google Meet


Google anunciou uma série de recursos para o Meet, que facilitarão a realização de reuniões de trabalho levando em consideração diferentes contextos.

E uma das novas opções adicionadas é a possibilidade de ter transcrições automáticas. Uma nova dinâmica que permitirá que quem faltou ou quem quiser, de rever os pontos-chave.

Google Meet já permite que os usuários tenham uma gravação em vídeo da reunião. Dessa forma, os participantes podem revisar o que foi dito na reunião ou passar o conteúdo para membros da equipe que não puderam participar da reunião.

Mas assistir ao vídeo não é uma opção prática para todos os usuários, pois pode ser demorado pesquisar a parte da reunião que nos interessa rever ou encontrar os pontos principais. Nesse caso, o Google Meet tem uma nova opção: transcrições automáticas.

Quando você faz uma videochamada, o Meet cria automaticamente uma transcrição que será salva em um Documento Google:

Para reuniões com menos ou igual a 200 convidados, o organizador da reunião ou coorganizadores receberão um link para o documento de transcrição por e-mail após o término da reunião.

Além de estar disponível para os anfitriões da reunião, o link para as transcrições automáticas também será adicionado automaticamente ao convite que aparece no seu calendário. Um detalhe a ser lembrado é que esse recurso só pode ser acessado ao usar o Meet em um laptop ou computador desktop.

E, claro, o Google Meet informará cada participante quando as transcrições automáticas forem ativadas na reunião. No momento, as transcrições automáticas do Google Meet estão disponíveis apenas em inglês, mas prometem que serão também implementadas em outros idiomas em 2023.