Google Tradutor não funcionará mais na China


A partir desta semana, o Google, o gigante ocidental da Internet, anunciou que encerrará o Google Translate, ou Google Tradutor, na China continental.

O baixo uso do serviço de tradução do Google foi citado como o principal motivo da decisão.

Como se sabe, o governo chinês impõe medidas estritas de censura ao conteúdo online e bloqueou anteriormente vários serviços do Google no país, incluindo Google Maps e Gmail.

O relacionamento do Google com a China tem sido historicamente tenso. O principal produto da empresa, o buscador, foi retirado do mercado chinês em 2010. Em 2018, o Google divulgou seus planos de voltar à China com uma versão censurada de seu buscador, mas abandonou essa ideia muito rapidamente após enfrentar críticas críticas de políticos e seus próprios funcionários.

Nesta segunda-feira, o Google oficializou a retirada de seu tradutor no gigante asiático, após não obter os resultados obtidos em termos de volume de uso. “Estamos descontinuando o Google Translate na China continental devido ao baixo uso “, escreveram representantes do Google em comunicado oficial.

O site do Google Tradutor agora redireciona todos os visitantes da China continental para o site de tradução de Hong Kong, que também é inacessível da China continental.

Deve-se lembrar que o mercado de serviços de busca e tradução online na China é dominado pelos gigantes locais Baidu e Tencent.

Além disso, as empresas de tecnologia dos EUA foram engolidas por tensões contínuas com a China. Enquanto as autoridades do país asiático buscam consolidar alternativas locais, dos Estados Unidos manifestaram abertamente sua preocupação com o potencial acesso da China a “tecnologias sensíveis”, principalmente em áreas como inteligência artificial e semicondutores, estabelecendo recentemente novas restrições.

Atualmente, o Google tem uma presença muito limitada na China. Embora parte de seu hardware, incluindo telefones, seja fabricado na China, parte da produção de seus smartphones Pixel foi recentemente transferida para o Vietnã, informou o New York Times.

Com esta cessação do Google tradutor na China, a Alphabet encerra um dos seus últimos serviços disponíveis no que, para eles, acabou por ser o seu mercado mais indescritível, sem dúvida.