Netflix revela detalhes de seu novo plano acessível com anúncios


Após vários meses de dúvidas, especulações e vazamentos, a Netflix acaba de revelar oficialmente todos os detalhes do novo plano de preços baseado em publicidade, antecipando os planos iniciais, e que se tornará a opção mais acessível visando recuperar cota de usuários.

Primeiramente, deve chegar a mercados como Brasil, Alemanha, Austrália, Canadá, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Itália, Espanha, Japão, México e Reino Unido.

Até agora sabíamos que o novo plano, mais acessível, não permitiria o acesso a todos os conteúdos do catálogo, embora permitisse a grande maioria, nem seria possível baixá-los para visualização offline.

Em relação à publicidade, a Netflix indica que haverá de quatro a cinco comerciais por hora, com anúncios de 20 segundos, e que ela será oferecida tanto antes da reprodução do conteúdo escolhido quanto durante sua reprodução, algo que pode incomodar mais de um (Movistar+, por exemplo, só mostra anúncios antes de reproduzir o conteúdo escolhido).

E quanto à qualidade, o máximo será poder assistir a conteúdos em 720P , que os usuários poderão desfrutar em uma ampla variedade de televisores e dispositivos móveis em casa. Além disso, a qualidade do plano básico tradicional, sem publicidade, sobe de 480p para 720p.

E embora não seja possível acessar todo o catálogo, segundo a plataforma, por motivos de licenciamento, dizem que já estão trabalhando nisso.

Os usuários insatisfeitos com o novo plano podem sempre optar por outro plano ou cancelar diretamente sua assinatura atual.

E em relação aos anunciantes, a Netflix destaca que terão uma série de controles para que seus anúncios cheguem aos usuários certos, para que os anúncios sejam relevantes para eles.

Este é o resultado da parceria da Netflix com a Microsoft para viabilizar o lançamento deste plano com anúncios, uma vez que a plataforma carecia de experiência e recursos em termos de publicidade.

Já em 2023, precisamente no primeiro trimestre, chegarão junto com DoubleVerify e Integral ferramentas para verificar o nível de visualização e a validade do tráfego.

Com tudo isso, resta apenas ver se com essa estratégia, a Netflix consegue superar a perda de usuários verificada recentemente, e pela primeira vez, em sua história.