Facebook anuncia o seu sistema de buscas baseado na rede social

E foi anunciado, depois de muitas especulações e rumores, o que Facebook prometeu como uma grande novidade, nesta terça-feira (15), durante evento na sua sede em Menlo Park, na Califórnia, seu novo sistema de buscas, chamado “Graph Search” (“Busca Social”), que mostra resultados baseados nos conteúdos dos usuários, nos “curtiu, músicas, lugares, vídeos, fotos e interesses”.

Esse novo sistema de busca nada mais é do que uma pesquisa reformulada, melhor e mais poderosa do que a que temos no momento, com resultados baseados totalmente na rede social, com o objetivo de ajudar os usuários a navegarem melhor pela grande quantidade de informações disponíveis no Facebook. Enquanto buscadores normais permitem consultar quase todo o conteúdo disponível na web, a busca social do Facebook vai fundo no conteúdo dinâmico e pessoal da rede, composta por mais de 1 bilhão de usuários e tudo o que eles fazem por lá.

Quanto ao visual, mais uma vez teremos mudanças, a tradicional faixa azul com a barra de pesquisas e alguns botões e links importantes está diferente (novamente) agora, o lado esquerdo tem um grande campo de pesquisa que atua também como o título da página. O título da página define o seu conteúdo e pode ser alterado em tempo real. A linguagem usada é natural e traz resultados instantaneamente. Ao lado dos resultados, há controles que servem para refinar buscas.

privacidade

Diferente da busca que já conhecemos na web, a qual fornece os resultados por palavras-chave, a busca social trabalha combinando frases, como “fotos dos meus amigos comigo″, “fotos minhas com Fulano de tal”, “restaurantes próximos que meus amigos gostaram” ou “amigas solteiras” (!), e ainda refinar essas buscas, tipo : “fotos com meus amigos antes de 1990”, ou “amigos que gostam de Jack Bauer”, fazendo as buscas em cima de conteúdos compartilhados no Facebook. A primeira versão da ferramenta tem foco em quatro áreas: pessoas, fotos, locais e interesses, e isso, claro, com o objetivo de facilitar a descoberta de novos conteúdos e fomentar novas conexões (o lado social da pesquisa).

É importante ressaltar, porém, que antes que esteja valendo esse novo motor de busca, a página inicial do Facebook pedirá que os usuários deem uma olhada nos seus Registro de atividades, para ocultar ou alterar o status de privacidade de conteúdo que, de repente, não queira que seja visto por outros.

restaurantes

Embora não seja o foco principal, a pesquisa poderá ainda incorporar resultados da web, de forma limitada, claro, e trazidos pelo Bing da Microsoft, com informações objetivas também, como a previsão do tempo, por exemplo.

Esse novo motor de buscas do Facebook, no entanto, só será disponibilizado “nas próximas semanas ou meses”, e a liberação, a exemplo de outras grandes mudanças na rede social, será gradativa, incorporando os padrões de uso das pessoas.

Link: www.facebook.com/about/graphsearch

No Comments