Sony lança no Brasil seu serviço de streaming de música

music-unlimited-sony

Já era de se esperar, a Sony não iria ficar de fora desse boom que vem sendo o serviço de streaming de música, e, assim, acaba de anunciar a chegada por aqui do Music Unlimited, o seu serviço de streaming para chamar de seu, já disponível em 19 países, oferecendo 20 milhões de faixas licenciadas.

Quem estiver curioso, pode testar a novidade gratuitamente durante 30 dias, depois desse período, no entanto, será preciso otar por algum dos planos oferecidos, desde o básico (7,90 reais por mês), oferecendo música via desktops e PlayStation 3) ou premium (14,90 reais por mês) abrangendo mais dispositivos, como smartphones, tablets e até TVs e tocadores de Blu-Ray produzidos pela Sony), e o pagamento das mensalidades é feito por meio de cartão de crédito internacional.

Embora sua interface já esteja sofrendo críticas, por ser bem menos atraente que as das concorrentes, seu serviço não deixa nada a desejar, com diversos artistas de vários gêneros e épocas diferentes.

Outro ponto negativo é a falta de integração do serviço com as redes sociais, como Facebook e Google+.

Vale ressaltar que o lançamento do Music Unlimited no Brasil está acontecendo quase ao mesmo tempo do lançamento do serviço similar do Google, o Google Play Music All Acess, sobre o qual já falamos aqui.

Porém, por aqui, seus concorrentes são mesmo o Deezer e o Rdio e se espera que outras empresas do ramo abram suas portas por aqui em breve, como o sueco Spotify, que já oferece sete vagas para um escritório a ser aberto em São Paulo em sua página oficial.

Não podemos esquecer da grande iTunes, já que a Apple também estaria planejando lançar seu próprio serviço de streaming, embora, ainda não existe uma confirmação oficial da empresa sobre o assunto.

E porque as grandes empresas estão investindo nesse segmento? Bem, segundo o Ibope, o consumo de sites de streaming de música e vídeo no Brasil cresceu 15% em 2012. Ao todo, 2,6 milhões de pessoas passaram a usar este tipo de serviço online no país só no ano passado.

Via info